Foo Fighters e Mick Jagger
 

Os membros do Foo Fighters, e principalmente Dave Grohl, têm costume de deixar bem claro o respeito e admiração que sentem por diversas lendas da música, sejam elas bandas clássicas ou mais atuais. Inclusive, já estamos bem acostumados com a participação dessas lendas em shows, álbuns e documentários dos caras, e a ideia de um supergrupo formado pelos Foos em conjunto com qualquer grande nome da música já é até meio batida. Mas e se Grohl e companhia resolvessem atuar como uma mera banda de apoio para um desses mitos, ou mais precisamente, o Mick Jagger?

Pelo menos foi isso que o guitarrista Chris Shiflett disse ao revelar que foi essa a ideia do baterista Taylor Hawkins, após a colaboração que a banda fez com o frontman do Rolling Stones no Saturday Night Live, em 2012. Se ali já deu pra sentir um gosto de como esse grupo seria, Hawkins queria levar o projeto adiante e sair em turnê com o vocalista, mas foi “barrado” por Keith Richards.

“Nós estávamos conversando com Don Was (produtor do Rolling Stones), acho que apenas Taylor e eu, e estávamos fazendo um monte de shows com o Chevy Metal (banda cover que tem Hawkins como frontman) naquela época. Eu acho que o Taylor disse algo como, ‘Mick deveria nos chamar para ser sua banda de apoio e fazer alguns shows com a gente.’ Então Don falou, ‘Ah não, o Keith [Richards] mataria vocês.'”

Shiflett ainda revelou que trabalhar com Mick Jagger no SNL foi “muito surpreendente”, e que o vocalista sempre era o mais animado dos ensaios. Na mesma entrevista, o guitarrista ainda falou um pouco mais sobre o hiato do Foo Fighters, como você pode ler clicando aqui.

Além deste encontro no programa, Dave Grohl já subiu aos palcos do Rolling Stones para tocar a clássica “Bitch”, em 2013.