Wes Borland do Limp Bizkit no Chile
 

A banda de nu-metal Limp Bizkit está em turnê pela América do Sul e no último dia 20 se apresentou no Chile, mais precisamente na capital do país, Santiago.

Por lá, o grupo apresentou seus grandes hits dos anos 90 e 2000 e enquanto tocava “Hot Dog”, o guitarrista Wes Borland teve um momento de estresse.

Ao perceber que um fã invadiu o palco para tirar uma selfie, o músico logo se defendeu e empurrou o fã para o lado, tirando a mão esquerda do braço da guitarra e voltando ao microfone e aos riffs logo depois.

Além do susto e de ter criticado o fã que subiu ao palco, Borland ainda foi questionado por várias pessoas em sua conta no Instagram porque ao tirar o braço da guitarra, o som dela continua normalmente no vídeo, sem interrupções.

Borland explicou que isso acontece porque ele continuou tocando a guitarra com a mão direita e também porque o som do baixo estava sendo captado de perto pela câmera.

Você pode ler a declaração do guitarrista do Limp Bizkit logo abaixo:

Eu já ouvi muita merda na minha carreira, assim como qualquer pessoa cuja vida é pública nas redes sociais, sejam insultos aos meus projetos musicais, o jeito que eu me visto, meus amigos, minha arte, qualquer coisa, mas dizer que eu não estou tocando ao vivo é algo insano. O vídeo que me mostra empurrando aquele babaca no palco, que poderia ser qualquer um com qualquer coisa na mão, está chamando a atenção porque as pessoas continuam ouvindo a guitarra quando eu agarro o cara.

Claro que você continua ouvindo. Eu ainda tenho a minha mão no tremolo e as cordas estão vibrando, e o baixo está bem alto no meu retorno. Fico puto comigo mesmo por morder a isca e vir até aqui para explicar isso, mas vocês merdinhas que não têm nada melhor para fazer do que trollar e questionar e insultar as pessoas online serão bloqueadas. Não os quero como ‘fãs’ e não quero que vocês me sigam. Eu senti os passos daquele cara vibrando no palco quando ele correu em minha direção e agarrei o que vi pela frente.

Após postar o vídeo, Wes atualizou o texto e disse:

A moral da história aqui é não correr em direção às pessoas no palco. Tantas coisas ruins aconteceram em shows e se ninguém te convidar, não sabemos quais são as suas intenções ou se você está alterado, violento ou algo do tipo… Esse cara não se machucou. Eu agarrei sua camisa e o empurrei com o braço para longe do meu espaço. Não faça isso. Respeite nosso espaço e nós absolutamente respeitaremos você.

Tire as conclusões a respeito logo abaixo. No dia 26 de Maio o Limp Bizkit chega ao Brasil para show em São Paulo.

Setlist – Limp Bizkit no Chile

  1. Boiler
  2. Endless Slaughter
  3. Hot Dog
  4. Rollin’ (Air Raid Vehicle)
  5. Bring It Back
  6. Gold Cobra
  7. My Generation
  8. Livin’ It Up
  9. Counterfeit
  10. Pollution
  11. Eat You Alive
  12. My Way
  13. Nookie
  14. Walking Away
  15. Break Stuff
  16. Take a Look Around

 

     
 
Compartilhar