Sturgill Simpson - A Sailor's Guide to Earth
 

Sturgill Simpson é um dos músicos mais interessantes e intrigantes da música country atual. Dentro de um estilo tão tradicional e enraizado na cultura americana, Simpson se destacou exatamente por se afastar das convenções  e limitações que o estilo por vezes impõe aos músicos. Resumindo: o cara faz um country fora da caixa.

Depois de estourar com Metamodern Sounds In Country Music (2014), Simpson precisava de um novo desafio. Acabou encontrando um dentro de casa: seu filho. Daí saiu a ideia de A Sailor’s Guide To The Earth, uma compilação de homenagem, histórias de vida e conselhos que Simpson canta para o primogênito.

”Hello my son, welcome to earth”, é assim que ele abre o disco em “Welcome To Earth (Pollywog)”.  Daí pra frente o disco traça uma timeline que passa pela vida do músico: o vício em drogas na juventude, viajar o mundo pela Marinha Americana, recaídas e pensamentos coletados entre esses altos e baixos.

A Sailor’s Guide To The Earth é uma viagem de desconstrução do country que circula pelo southern soul, jazz, arranjos e orquestrações ambiciosas e até o grunge. Aqui os puristas já desmaiaram, mas Simpson, que também tomou as rédeas da produção, gravou uma versão bem diferente (e boa) de ”In Bloom”. Simpson morou por um tempo em Seattle e, segundo ele, Kurt Cobain e o Nirvana tiveram um impacto grande na sua vida e música.

O grande trunfo do álbum é a personalidade do artista. Sturgill Simpson, paras os padrões da música ”comercial” de hoje em dia, é um cara corajoso, que canta com propriedade e sinceridade de quem não trabalha pra ganhar elogios: ”Hollywood telling me how to be me, The bullshit got to go”.

     
 
REVIEW GERAL
Nota
9
Compartilhar