Laura Jane Grace do Against Me! queima certidão de nascimento
 

Há alguns dias foi aprovada no estado da Carolina do Norte, Estados Unidos, uma lei chamada HB2 que proíbe que pessoas transgênero utilizem banheiros públicos de acordo com a sua identidade de gênero.

A lei ainda vai além e diz que donos de estabelecimentos comerciais podem se recusar a atender pessoas da comunidade LGBT por motivos religiosos e as vítimas do preconceito não podem recorrer à justiça.

Vários artistas como Pearl Jam, Bryan Adams, Ringo Starr e Bruce Springsteen resolveram cancelar shows que fariam no estado mas Laura Jane Grace, do Against Me!, teve uma atitude no sentido oposto.

A vocalista, guitarrista e principal compositora da banda, transgênero, marcou um show na cidade de Durham pois disse que a comunidade LGBT de lá não pode ser abandonada por conta de uma lei retrógrada.

Ao invés de boicotar a população do estado e, por consequência, as pessoas com as quais se identifica, ela levou sua banda até lá para tocar, fazer barulho e conscientizar as pessoas a respeito da causa.

Durante o show, Laura ainda botou fogo em sua certidão de nascimento e ainda mandou um “adeus, gênero!” enquanto assistia ao papel pegando fogo. Há um bom tempo ela vem usando em shows uma camiseta que diz “Gender Is Over” e batiza uma campanha de mesmo nome.

Em outro momento do show, Laura diz que percorre o país inteiro tocando em todos os estados e usando banheiros de postos de gasolina e que além da sujeira, uma outra característica é comum a todos eles: em todos há inscrições racistas, homofóbicas e/ou preconceituosas e “é desse tipo de gente que as pessoas deveriam ter medo de serem atacadas no banheiro”.

Você pode assistir aos vídeos logo abaixo.

O último disco do Against Me! é Transgender Dysphoria Blues, o melhor álbum internacional de 2014. Em 2016 a banda deve lançar um novo disco.