Quando recebemos hoje mais cedo a notícia de que o cantor Prince havia morrido aos 57 anos de idade, não deixamos de pensar que o icônico e revolucionário músico foi embora cedo demais, e que o terrível acontecimento veio de forma inesperada.

Sabíamos que há alguns dias ele estava em um voo que teve de fazer um pouso de emergência para que ele recebesse tratamento médico, mas seus assessores e empresários anunciaram que não se passava de uma gripe mais forte, e tudo ficou bem, tanto que ele apareceu no dia seguinte em um palco como forma de mostrar aos fãs que tudo estava certo.

Acontece que de acordo com o site TMZ, o mesmo que deu a notícia da morte de Prince em primeira mão, não foi bem isso que aconteceu. Na verdade, o artista teria recebido um tratamento de emergência para overdose de drogas, a chamada “save shot”, utilizada para rebater os efeitos de um opiáceo.

Isso aconteceu seis dias antes de sua morte e os médicos recomendaram que ele ficasse no hospital por 24 horas, mas como um quarto privado não pôde ser arrumado, ele decidiu voar para casa e saiu do local “sem estar muito bem”, apenas três horas após o tratamento.

A causa oficial da morte de Prince ainda não foi revelada e uma autópsia em seu corpo deve ser conduzida amanhã e em alguns dias o resultado deve ser liberado pela política.

O TMZ tentou falar com os assessores do músico mas não conseguiu contato.

Homenagens a Prince

Influente como poucos, Prince foi o responsável por uma avalanche de tweets a seu respeito hoje que chegou à casa dos milhões.

Assunto mais comentado do dia no planeta, o músico recebeu homenagens de inúmeros artistas dos mais variados segmentos. Quem também falou a respeito de sua vida e sua obra foi o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, em carta onde exaltou o talento do saudoso artista.

     
 
Compartilhar