Marketing para bandas: 5 dicas para engajar seus fãs

Se você tem banda ou acompanha o circuito independente de rock há alguns anos, já deve ter escutado a pergunta “eles ainda tocam?” sobre uma banda que você tenha acabado de mencionar. Seja pela oferta imensa de artistas, por outros interesses ou necessidades, é natural que muita gente deixe de acompanhar tantas bandas de perto.

Isso não significa que elas não gostem mais de um artista ou que não podem eventualmente ir a um show, comprar merchandising ou até mesmo voltar a segui-los de perto. Porém às vezes é necessário lembrá-los que a sua banda ainda toca.

Sua banda pode ter passado o último ano inteiro preparando um disco, um clipe ou um show incrível, mas as pessoas que gostam da sua música não necessariamente viveram ou acompanharam essa experiência na mesma intensidade. Cinco ações que qualquer banda pode fazer para facilitar o acesso dos fãs ao seu conteúdo:

 

1Divulgação de shows

O Google usa o banco de dados do BandsInTown para avisar sobre shows nos resultados de busca

Talvez o principal erro de muitas bandas é assumir que seus fãs os acompanham nas redes sociais e confiar quase exclusivamente nela para anunciar seus shows. Facebook, Instagram e Twitter são muito importantes quando se fala em manter uma relação próxima com quem gosta da sua música, porém divulgar datas de shows na sua linha do tempo não é suficiente.

Imagine alguém que de vez em quando escuta sua música, eventualmente lê uma notícia ou vai a sua página no Facebook. Por onde ele pode saber que você tocará em certa casa de shows ou cidade? Eis alguns caminhos:

  • Aba de “Eventos” no Facebook
  • Atualize seu site (sim, mantenha um site!)
  • Mantenha um perfil no BandsInTown
  • Inclua suas próximas datas como imagens nas redes sociais
  • Crie promoções com sites daquela cidade (não apenas os tradicionais sites de músicas)

 

 

2Letras

Você já buscou as letras de alguma música? Onde estão as letras da sua banda?

Ao lançar uma música ou álbum, em um primeiro momento, a própria banda é a única com acesso a estas informações. E divulgá-las em seu próprio site é um modo bem poderoso de trazer o fã para perto. Um disco novo geralmente traz uma agenda cheia e merchandising. Tê-las em seu próprio site faz com que o fã possa consumir a sua banda por mais tempo. Em uma realidade onde existe uma oferta imensa de música, segurar um pouco mais a atenção de quem te escuta é um passo importante.

Tecnicamente, oferecer as letras primeiro em seu site também te da uma vantagem no Google. Um dos itens que o buscador considera para colocar informações no topo é o verdadeiro autor de um conteúdo.

Outros caminhos para facilitar o acesso às letras das suas músicas:

  • Sites de letras de música (exemplo Vagalume)
  • Extensões de aplicativos de streaming (exemplo Musicmatch, que vem dentro do Spotify)
  • Aplicativos de letras (exemplo Lyrically, que sincroniza com o que você estiver escutando)
  • Lyric videos (exemplo YouTube)

 

3Onde estão suas músicas?

Caso você tenha informação suficiente, crie também uma página na Wikipedia sobre a sua banda. Somado a outras informações, você pode ganhar um “Knowledge Graph” como este no Google

Especialmente quando falamos de bandas independentes brasileiras é comum encontrar álbuns completos no YouTube, publicados por fãs. Na verdade, os fãs fazem muito do trabalho por aqui, mas ainda existe um buraco que poderia ser coberto. Quantos discos certa banda lançou? Em quais anos, com que selo?

O site oficial é um espaço para cobrir este vazio, mas não o único. Inclua suas músicas em todos os lugares possíveis. Cada pessoa está acostumada com um serviço diferente para escutar músicas e nem sempre farão o esforço para te encontrar em um outro local.

Deixe também seu material organizado: você tem fãs novos e antigos, que podem querer saber da sua história, lembrar da época em que acompanhavam sua música de perto e entender a evolução da banda. Aqui você vai responder para aquele cara que pergunta “eles ainda tocam?” que sua banda não deixou de existir, mas só ele quem deixou de acompanhar.

As principais plataformas para incluir as suas músicas:

  • YouTube
  • Spotify
  • Deezer
  • Google Play
  • Apple Music
  • Bandcamp
  • Soundcloud
  • iTunes

 

4Quem está tocando?

Quantas vezes você se perguntou que banda está abrindo um show, antes ou enquanto assiste ao vivo? Eu já me surpreendi muitas vezes com shows de abertura sendo tão interessantes quanto os principais. Diversas vezes não sei qual o nome da banda que está tocando.

Tenha uma identidade visual com o nome da banda, se apresente para o público interessado em ir ao evento, anuncie algo que a sua banda fará no show, diga o nome da sua banda alguma vezes durante a apresentação. No começo de março eu achei uma ideia simples e genial do Nothing But Thieves em ter seu nome no telão durante todo o show de abertura do MUSE, em Cologne, na Alemanha. Sem isso, eles poderiam acabar tocando para 20 mil pessoas e ser lembrados por quase nenhuma.

Outra ideia simples é criar uma interação com o público antes do show. Pode ser bem simples: se você toca um cover, abra uma enquete na página do Facebook do evento e deixe o publico escolher entre algumas opções o que você irá tocar.

Para ter mais ideias, faça um teste: analise a experiência, a reação e como as bandas de abertura conseguem captar a atenção do público.

 

5Menções na mídia

Tire máximo proveito de quando você for mencionado na mídia. Quando uma história sobre você for publicada, tente incluir itens como um link para o seu site, um vídeo oficial, um embed com as suas músicas, seus próximos shows, etc.

Tenha uma lista atualizada dos meios de comunicação que mencionaram a sua banda, com nome do veículo, do seu contato e do tipo de informação que é interessante para ele. Um site pode estar interessado somente em informações exclusivas, por exemplo. Outro pode topar ser parte de uma campanha conjunta de lançamento de um single. Ao ter estes contatos preparados, você pode oferecer algo interessante para eles também, bem diferente de fazer um contato “padrão” entre todos – ou simplesmente publicar nas redes sociais e esperar que todos magicamente saibam.