Alabama Shakes em São Paulo
 

Foto por Audio Club

O Lollapalooza Brasil pode ter acabado oficialmente com as últimas notas e acordes no Autódromo de Interlagos no Domingo, mas suas atrações ainda tocam em São Paulo e no Rio de Janeiro com parte dos shows paralelos do line-up do festival.

Duas delas, Cold War Kids e Alabama Shakes, levaram cerca de 3 mil pessoas ao Audio Club em São Paulo ontem à noite para conferir de perto a atuação elogiadíssima, principalmente de Brittany Howard e companhia, no Lolla.

Estivemos lá e você pode ver como foi logo abaixo.

Cold War Kids

A noite dessa segunda-feira (14) começou com o Cold War Kids. O quinteto californiano de indie rock subiu ao palco pouco antes das 22h e deixou uma boa impressão em quem foi pra ver o headliner do evento.

Com um repertório focado nos discos Hold My Home (2014), Loyalty To Loyalty (2008) e Robbers & Cowards (2006), a banda entrou animada e refletiu sua energia no público, que no começo parecia pouco interessado no que Nathan Willet e companhia tinham para oferecer. No final das contas, o saldo foi positivo para os caras que, no mínimo, despertaram a curiosidade da maioria que estava conhecendo a banda pela primeira vez.

Setlist

  1. All This Could Be Yours
  2. One Song at a Time
  3. Miracle Mile
  4. Audience
  5. Hot Coals
  6. Louder Than Ever
  7. Hang Me Up to Dry
  8. Minimum Day
  9. We Used to Vacation
  10. Drive Desperate
  11. Every Man I Fall For
  12. First
  13. I’ve Seen Enough
  14. Hospital Beds
  15. Something Is Not Right With Me

 

Alabama Shakes

Começou! #AlabamaShakes em São Paulo. #lollaparty #lollabr2016 #tmdqa #tmdqanololla #tmdqanolollabr

Uma foto publicada por Tenho Mais Discos Que Amigos! (@tmdqa) em


Olha, uma coisa não dá pra negar: a Brittany Howard é uma das figuras mais legais do rock nos últimos tempos. Desde 2012, quando saiu Boys And Girls, ela e o Alabama Shakes vêm crescendo e ocupando um posto entre os nomes mais interessantes do gênero no planeta.

Numa época em que todo mundo tem a necessidade de se destacar descobrindo novos sons, experimentando tudo quanto é tipo de efeito e causando de todas as formas para se fazer presente e relevante, é muito legal ver uma banda com uma pegada low profile, que faz um rock/soul clássico, simples e honesto. E o mais legal é que essa sinceridade excede o palco e pega o ouvinte pelo braço. Quando você percebe, já passou metade do show e a pessoa do seu lado não tirou nenhuma selfie (!).

Apoiados por dois tecladistas e três backing vocals a banda mostrou evolução e uma maior complexidade sonora que ouvimos em Sound & Color, com harmonias mais ricas e arranjos mais abertos do que eles mostraram em Boys & Girls. Tudo muito bem amarrado e ensaiado, deixando Brittany Howard mais livre para tocar e tomar o show. Econômica nas palavras, a vocalista foi simpática e ficou claramente emocionada com a reação do público, o que fez do show uma celebração emocionante de boa música.

Alternando entre sons de seus dois discos, a banda presenteou os fãs com um show mais completo do que rolou no Lollapalooza. Ao todo foram 20 músicas, incluindo algumas pouco presentes nos setlists usuais do grupo, como “Joe”, faixa bônus que entrou apenas em edições internacionais de Sound & Color.

No final da noite, até eu me arrependi de não ter tirado uma selfie em um dos shows mais legais que rolaram por aqui nesse ano.

Você pode assistir ao show completo da banda no Lollapalooza por aqui.

Setlist

  1. Future People
  2. Dunes
  3. Hang Loose
  4. Rise to the Sun
  5. Heartbreaker
  6. Guess Who
  7. Miss You
  8. The Greatest
  9. Shoegaze
  10. Hold On
  11. Joe
  12. On Your Way
  13. I Ain’t the Same
  14. Be Mine
  15. Don’t Wanna Fight
  16. Gimme All Your Love
  17. Gemini
    Bis:
  18. Sound & Color
  19. You Ain’t Alone
  20. Over My Head

#LIVE Alabama Shakes fazendo nossa segunda muito mais feliz aqui na Audio Club com #HoldOn e vários outros sucessos, pra galera pirar!

Publicado por Audio Club em Segunda, 14 de março de 2016