Venda de álbuns antigos ultrapassa a venda de novos discos
 

O ano de 2015 foi um marco no mercado da música: pela primeira vez na história, a venda de álbuns “de catálogo” (isso é, discos que tenham no mínimo um ano e meio de existência) ultrapassou a venda de novos discos.

Os dados vêm da Nielsen, uma famosa empresa de dados que trabalha em vários setores dos Estados Unidos — inclusive na contagem de vendas de álbuns e singles publicadas semanalmente pela Billboard. O gráfico acima mostra com detalhes os dados coletados durante o último ano.

Porém, os resultados não incluem os dados das plataformas de streaming, como o Spotify e o Apple Music. Então, não é possível ter completa certeza se o menor número de vendas de álbuns “antigos” é uma nova tendência ou se simplesmente as pessoas estão se desviando das compras de novos discos e optando pelo streaming.

Nos últimos dias foi confirmado que os streamings em plataformas como as citadas acima irão contar para as premiações de Disco de Ouro e Platina.

     
 
Compartilhar