Lemmy no aniversário de 70 anos
 

A saúde de Lemmy Kilmister, fundador, baixista e vocalista do Motörhead, já não estava nos seus melhores dias há algum tempo, mas a causa oficial da morte da lenda do rock and roll foi determinada como um câncer descoberto há alguns dias e muita gente ficou surpresa com a notícia.

De acordo com o empresário do cara, Todd Singerman, Lemmy passou mal após a festa em sua homenagem no Whisky A Go Go e foi levado a um hospital:

Sua fala estava um pouco estranha, então a gente quis fazer exames para saber se ele não tinha sofrido um AVC.

Nos exames em sua cabeça os médicos descobriram que Kilmister tinha tumores no cérebro e pescoço, e que a doença era terminal:

Ninguém fazia ideia. Descobrimos no Sábado, há dois dias, que ele tinha câncer, e o médico lhe disse que ele teria entre dois a seis meses de vida. Ele morreu hoje enquanto eu fazia ligações para seus colegas de banda, Phil e Mikkey, dizendo para que eles viessem e pudessem dizer adeus enquanto Lemmy ainda tinha ânimo e força. Ele estava se sentindo pra baixo… mas não era para ele ter morrido assim.

Ele chegou em casa de turnê, e aí fizemos uma grande festa no Whisky A Go Go. Seus amigos vieram e tocaram. Dois dias depois, eu senti que ele não estava bem, então o levamos ao hospital. Eles o liberaram e após o exame no cérebro descobriram câncer em seu cérebro e pescoço. O doutor aparece com o resultado alguns dias depois e diz que é terminal.

Fonte: Blabbermouth

Lemmy Kilmister

Lemmy morreu ontem, dia 28 de Dezembro, e as reações pelo mundo todo foram instantâneas.

Dezenas de músicos influentes prestaram suas homenagens ao mito do Motörhead nas redes sociais, como você pode ver por aqui.

Por aqui, a gente relembrou alguns grandes momentos do cara em parcerias com os Ramones, Ozzy, Slash e mais. Você pode ver um documentário da VH1 sobre Lemmy e o Motörhead, na íntegra e legendado, clicando aqui.