No dia 13 de Dezembro foi comemorado, antecipadamente, o aniversário do frontman e baixista do Motörhead, Lemmy, na famosa casa noturna Whisky A Go Go, localizada em West Hollywood, Califórnia.

Vários músicos estiveram na festa e fizeram um show tocando clássicos do rock. Entre os nomes estavam Slash (Guns n’ Roses, Velvet Revolver), Billy Idol, Zakk Wylde (Ozzy Osbourne, Black Label Society), Scott Ian (Anthrax), Matt Sorum (Guns n’ Roses), Robert Trujillo (Metallica), Duff McKagan (Guns n’ Roses) e Sebastian Bach (Skid Row). Paul Inder, filho do cantor, também esteve presente.

Lemmy, que completou 70 anos na última quinta-feira (24 de Dezembro), disse recentemente que está “de saco cheio” de ser questionado sobre quando irá morrer.

O icônico vocalista vem sofrendo com problemas de saúde, fazendo com que o Motörhead remarque várias datas de suas turnês, mas diz que não pensa em se aposentar: “Quando você chega na casa dos 60 anos, é que tudo começa a ficar ruim. Todo mundo acha que envelhecer é fácil, mas é quase um choque. E a real é que eu não vou me deixar levar.

Quando perguntado se após todos estes problemas ele ficou mais consciente de sua mortalidade, a resposta foi: “A morte é uma inevitabilidade, né? Você fica mais consciente disso quando chega à minha idade. Não me preocupo com isso, estou pronto. Quando chegar a hora, quero ir fazendo o que faço melhor. Se eu morresse amanhã, não reclamaria. Tem sido bom.

Lembrando que no dia 25 de Abril deste ano, o Motörhead cancelou seu show no festival Monsters of Rock em São Paulo minutos antes de subir ao palco após Lemmy sentir-se indisposto. Leia mais aqui.