Foto: Instagram

A banda Dônica ficou com a árdua tarefa de abrir os trabalhos da edição de 2015 do Rock In Rio em um show no Palco Sunset e fez bonito.

Formado por integrantes que têm entre 17 e 19 anos de idade, o grupo apresentou músicas de seu disco de estreia e mostrou como transportou bem para o palco a mistura de elementos do rock nos anos 60 e 70 e da música popular brasileira.

Canções do disco Continuidade dos Parques como “Casa 180”, “Macaco no Caiaque” e “Pintor” apareceram no set, sendo que a última foi apresentada como “uma grande honra” por ter a participação de Milton Nascimento na versão de estúdio.

No show, o grupo passou pelo natural nervosismo inicial das primeiras músicas e mesmo para uma banda tão jovem, inspirou confiança através de execuções firmes de cada um dos seus instrumentos, que eram trocados a praticamente cada canção.

O que rolou de sobra, aliás, foram verdadeiras jams da banda, que chegou a mostrar um momento onde cada integrante assume o papel de outro com a troca de instrumentos musicais, sem perder a qualidade.

Um elemento adicional do show foi a participação de Arthur Verocai, instrumentista, maestro, compositor e arranjador que já trabalhou com nomes como Jorge Ben Jor, Gal Costa e Erasmo Carlos, e mais recentemente, Ana Carolina e Marcelo Jeneci.

Com ele também subiu ao palco um naipe de metais, e juntos maestro e Dônica tocaram tanto músicas da banda quanto de Verocai, como “Dedicada A Ela”.

Com um público pequeno mas empolgado, a banda deixou o palco após a performance de “Bicho Burro” e pedidos por mais um som.

Assim começou o Rock In Rio 2015.

Você pode rever trechos do show da banda através de sua conta no Twitter e Periscope.

   
 
Compartilhar