Em recente entrevista à Rolling Stone australiana, Daniel Johns revelou alguns detalhes de sua carreira com o Silverchair, e, dentre eles, como lidou com a fama e a fatídica turnê com o Red Hot Chili Peppers, em 1995. Durante a conversa, sobrou até para Eddie Vedder, líder do Pearl Jam.

“Eu me lembro de excursionar com o RHCP quando tínhamos 15, 16 anos, foi nossa primeira turnê nos Estados Unidos e nós vimos várias coisas. Nós pensávamos ‘é assim que vai ser quando a gente crescer! Vai ser demais!'”, recorda. Ao ser indagado sobre essas “várias coisas” das quais presenciou, entretanto, o músico desconversou. “Não posso dizer. Eram os Red Hot Chili Peppers, encaixe as peças. Eu me lembro de ter visto coisas e não me sentir mais inocente. Mas eu nunca pensei que ficaria preso nisso, pra ser sincero. Eu nunca quis ser uma estrela do rock, eu queria ser um artista. Tudo que eu concluí era que queria ser melhor que os RHCP. Não era sobre ser famoso: eu queria cantar melhor, aprender mais acordes, evoluir, e não cantar tão parecido com o Eddie Vedder. E quanto mais famosos ficávamos, minha vontade de afastar isso aumentava, porque estava me atrapalhando a melhorar como compositor”, desabafa.

Além disso, a publicação também aborda a controversa versão de “Smells Like Teen Spirit”, do Nirvana, feita pelo ex vocalista do Silverchair. “Por isso foi tão atraente para mim. Foi como um botão de reset. Aquilo está tão distante de mim agora, mas me seguiu por toda minha carreira na banda, então foi como um renascimento. Nós vamos colocar essa fase para descansar de uma vez por todas e recomeçar”, filosofa.

Johns também comentou sobre seu próprio sucesso e o quanto ele foi merecido. “No Silverchair, eu sentia como se tudo tivesse sido entregue de bandeja. (…) Então, dos 14 aos 25, eu só pensava em me legitimar como artista, do contrário seria apenas um sortudo, então trabalhei duro para me tornar tudo o que os outros achavam que eu seria”.

Na mesma entrevista para a revista, o músico ainda disse que “está perdendo dinheiro há anos”.

Atualmente, Daniel Johns se dedica à carreira solo e divulga o primeiro EP, intitulado Aerial Love. Segundo o próprio, se reunir com o Silverchair não é uma ideia viável no momento, para tristeza dos fãs.