Florence and the Machine e Father John Misty cantam juntos no Coachella

Bastante empolgada para apresentar de vez o tão aguardado terceiro disco de estúdio da sua banda de pop barroco/art rock, Florence and the Machine, a inglesa Florence Welch acabou exagerando na animação durante o primeiro final de semana de shows no festival Coachella, no dia 12 deste mês de Abril, e, em um de seus tradicionais pulos, quebrou o pé.

Já no segundo final de semana do evento, no show que aconteceu no último domingo (19 de Abril), a ruiva precisou permanecer quieta. Para ajudá-la a acalmar os ânimos, ela convidou o artista folk norte-americano Joshua Tillman, conhecido como Father John Misty e J. Tillman, que recentemente lançou o álbum I Love You, Honeybear e celebrou o Record Store Day (18 de Abril de 2015) com a faixa I Loved You, Honeybee” em vinil no formato de coração.

Juntos, eles apresentaram um cover da balada “Love Hurts”, originalmente gravada pela dupla The Everly Brothers, em 1960. O resultado dessa parceria você confere logo abaixo:

https://youtu.be/ODYu2bq0ss4

“Love Hurts”

Além da versão feita por Florence And The Machine em parceria com Father John Misty, a faixa já foi reinterpretada por nomes como Roy Orbison, Cher, Joan Jett e pela banda Nazareth. Você pode ouvir a versão original aqui.

Florence And The Machine e seu novo disco

Florence And The Machine - How Big, How Blue, How Beautiful

Com data de lançamento agendada para 29 de Maio, via Universal no Brasil, o terceiro álbum de estúdio do projeto se chama How Big, How Blue, How Beautiful e já teve vídeos das faixas “What Kind Of Man”, “St. Jude” e “Ship To Wreck” divulgados.

Sucessor de Ceremonials, de 2011, o álbum foi produzido por Marcus Dravs (com exceção da inédita “Mother“, que ficou sob os cuidados de Paul Epworth) e contará com as faixas:

01. “Ship to Wreck”
02. “What Kind of Man”
03. “How Big, How Blue, How Beautiful”
04. “Queen of Peace”
05. “Various Storms & Saints”
06. “Delilah”
07. “Long & Lost”
08. “Caught”
09. “Third Eye”
10. “St Jude”
11. “Mother”