Vocalista do Gwar ganha funeral viking
 

Há pouco mais de um ano, em 23 de Março de 2014, o vocalista do GWAR foi encontrado morto aos 50 anos de idade no apartamento onde morava.

Dave Brockie, conhecido como Oderus Urungus, foi mais um que deixou o mundo após overdose de heroína e de lá pra cá a banda tem feito uma série de homenagens ao músico, como um funeral viking.

Acontece que o pai de Dave, William Brockie, entrou com um processo contra a banda por roubo de vários de seus itens pessoais, incluindo um baixo, disco de ouro, lucros de uma última turnê e até mesmo as cinzas do músico, que foi cremado.

Em mensagem oficial, o GWAR disse que a história do roubo não é verdadeira e falou a respeito das acusações:

Ainda não tivemos acesso aos papéis do processo e não podemos falar a respeito das acusações feitas pelo pai de Dave Brockie, William Brockie, ao GWAR, mas podemos dizer que suas declarações ao Style Weekly são falsas. Não roubamos as cinzas de Dave Brockie, ou qualquer outra coisa que era dele. Na verdade, todos os itens mencionados na matéria, incluindo as cinzas de Dave, estão disponíveis para seu advogado há semanas. Sempre agimos de boa fé para honrar os desejos de nosso querido amigo. Dave não deixou nenhum testamento ou instruções para procedimentos ao final da vida, então fizemos o que acreditamos que Dave Brockie teria desejado.

A acusação sobre as cinzas de Dave é particularmente perturbadora para nós. Após a morte de Dave, a primeira coisa que fizemos foi avisar seu pai, que liberou o corpo de Dave para que ele pudesse ser cremado. O pai de Dave disse que não queria se envolver em nada a respeito da morte do filho. Por isso a Slave Pit [produtora] assumiu a responsabilidade, pagando por sua cremação, marcando dois velórios (um público e outro particular) e comprando um lugar para Dave no famoso Hollywood Cemetery em Richmond. O pai de Dave não foi a nenhum dos velórios feitos para seu filho em Richmond.

Em mais de 30 anos trabalhando e vivendo com Dave, vários de nós o ouviram dizer que ele queria que suas cinzas fossem guardadas na Slave Pit, assim ele poderia “espiar o GWAR” enquanto a gente trabalhava. Nas semanas após a sua morte, criamos um plano para um fundo que arrecadaria dinheiro para honrar a memória de Dave com uma estátua no Hollywood Cemetery. Acreditamos que uma porção de seus restos mortais deveria morar no local onde ficaria esse monumento. Quando William Brockie entrou em contato, nós espalhamos uma porção das cinzas conforme seu pedido, então ele poderia espalhar no local onde o irmão e a mãe de Dave tiveram suas cinzas espalhadas.

A banda ainda garante que nenhum outro item de Dave foi roubado.

Vamos aguardar pelos próximos capítulos dessa história, bastante chata para todos os lados.