Kim Gordon revela que traição provocou o fim de seu casamento com Thurston Moore
 

Como já te contamos por aqui, Kim Gordon, do Sonic Youth, lançará um livro chamado “Girl In A Band”. Em recente entrevista ao The Guardian, porém, a artista revelou opiniões bem polêmicas sobre Courtney Love e Billy Corgan, líder dos Smashing Pumpkins.

Segundo Gordon, assim que conheceu Courtney, em 1990, logo a identificou como uma pessoa que sofre de personalidade borderline, doença que acometeu seu próprio irmão, Keller. “Ninguém questiona sua condição (sociopatia, narcisismo) diante do glamour de Los Angeles porque é bom rock and roll, bom entretenimento. Eu tenho baixa tolerância para comportamento egocêntrico, manipulador e constantemente tenho que me lembrar que a pessoa talvez tenha algum distúrbio mental”, finaliza.

Ela também relata a época na qual co-produziu o disco de estreia do Hole, banda de Love, incluindo detalhes sobre sua atração por Kurt Cobain (“oh, oh! Tragédia à caminho!”, destacou) e seu caso secreto com o vocalista e guitarrista dos Smashing Pumpkins, Billy Corgan. “Courtney nos pediu conselhos sobre seu affair com Billy. Eu pensei ‘ewwww!’ à simples menção de Billy Corgan, pessoa da qual ninguém gostava porque era um chorão, além dos Smashing Pumpkins se levarem muito à sério e não serem de forma alguma punk rock”, dispara.

“Girl In A Band” chegará às lojas no dia 24 de fevereiro.

Fonte: Alternative Nation