Essa semana, Pete McNeal, baterista do Cake entre 2001 e 2004, foi considerado culpado de molestar uma menina de 3 anos de idade em 2009. McNeal foi sentenciado a “15 years to life”, ou prisão perpétua com a possibilidade de tentar a condicional por bom comportamento daqui a 15 anos. Ainda assim, o músico será listado como um criminoso sexual pelo resto de sua vida.

McNeal, de 48 anos, gravou os discos B-Sides and Rarities (2007) e Showroom of Compassion (2011) e depois do Cake chegou a colaborar com Norah Jones.

No ano de 2012 o baterista havia sido novamente acusado de abusar de uma garota de 6 anos enquanto prestava trabalhos voluntários em uma escola de Los Angeles.