butch-vig-nevermind

O produtor Butch Vig foi responsável pelo “keynote speech”, ou o discurso mais importante do dia na Yellow Phone Music Conference em Milwaukee e lá ele revelou algumas curiosidades a respeito da gravação de Nevermind, disco do Nirvana que entrou para a lista dos álbuns mais importantes da história:

Algumas pessoas não sabem disso, mas antes da banda entrar em estúdio, ensaiava todos os dias, durante seis meses, por 10 horas todo dia. Kurt, para contrariar a atitude preguiçosa, queria ter um disco de sucesso. Ele queria fazer um álbum que soasse muito bem.

Parte do motivo pelo qual eles ensaiavam durante 10 horas por dia era que eles moravam em um apartamento velho e horrível no noroeste do país e o estúdio de ensaio tinha um aquecedor. Então eles iam até o estúdio, era quente, e eles tocavam até 10 ou 11 da noite então voltavam para o apartamento.

Vig ainda revelou que pouco teve que fazer durante o processo de gravação, já que a banda estava tão bem ensaiada, mas também se lembrou de como “encheu o saco” de Kurt Cobain para que a introdução do hit “Smells Like Teen Spirit” encaixasse bem com a bateria de Dave Grohl:

Eu me lembro de torturar Kurt por cerca de meia hora, fazendo com que ele tocasse no tempo certo para que quando a bateria de Dave entrasse, tudo estivesse dentro. Ele não ficou feliz com isso, mas eventualmente entendeu. Mas é a mesma progressão de acordes durante toda a música, e você pode sentir como a banda toca, especialmente como Kurt canta, eles estavam dispostos. E novamente, o que conta é o lance humano da coisa. Acho que esse é um dos motivos pelos quais o disco ainda soa bom. Não soa velho para mim. Soa como uma performance maravilhosa e essa é uma música matadora.

Você pode ver o vídeo da declaração de Butch Vig, via Rolling Stone, logo abaixo.