maguebeat

Dias 11 e 12 de outubro, a Praça do Patriarca, no centro de São Paulo, vai receber quatro shows de graça que celebram 20 anos do movimento mangue beat.

O festival “Caranguejando – 20 anos de mangue beat” vai apresentar artistas com estilos diferentes, cantando em conjunto, misturando releituras de músicas clássicas do gênero com repertório próprio.

As atrações serão Mundo Livre S/A com Pedro Luís, Mombojó e Curumin, Isca de Polícia e Serjão Loroza e Paraphernália com Ellen Oléria.

O mangue beat

O movimento cultural nasceu em Recife com o manifesto “Caranguejos com cérebro”, escrito pelo jornalista e músico Fred 04, líder do Mundo Livre S/A, Chico Science e Renato L, publicado pela imprensa pernambucana em 1992.

Em 1994, o que era apenas um manifesto ganhou vida com o lançamento dos discos Da Lama Ao Caos, de Chico Science e Nação Zumbi, e Samba Esquema Noise, do Mundo Livre S/A, misturando influências do rock, rap e música eletrônica com o maracatu nordestino e abrindo espaço para a diversidade musical.