No dia 05 de Outubro de 2014 o povo brasileiro irá (de forma obrigatória) às urnas para eleger Presidente, Governadores, Deputados e Senadores, em eleição que terá segundo turno para os cargos de Presidente e Governador caso nenhum candidato atinja mais de 50% dos votos válidos.

Como definitivamente você deve estar vivendo o clima político, mesmo que indiretamente com a quantidade absurda de cavaletes nas ruas da cidade, resolvemos compilar uma lista aqui com 14 músicos que acabaram se envolvendo com a política.

Desde apoiador local até ministro, muita gente acabou colocando terno e gravata e indo para esse lado, e você pode ver os 14 nomes na sequência.

Clique nos botões “Anterior” e “Próximo” ou navegue com as setas do teclado.

Dave Rowntree (Blur)

Dave Rowntree, baterista do Blur

Dave Rowntree é baterista da banda britânica Blur mas se envolve com a política desde 2002, quando se filiou ao Labour Party, ou o Partido do Trabalho.

Ele se candidatou algumas vezes a cargos políticos de Londres mas perdeu em 2007, 2008 e 2011. Ainda assim, ocupa posição dentro do partido em relação à importante região de West End, na capital Inglesa.

Recentemente, ele assinou uma carta aberta com outras 199 celebridades que se posicionaram contra a independência da Escócia, que organizou um referendo para decidir se continuaria no Reino Unido, o que acabou acontecendo.

No passado, ele defendeu a guerra no Iraque e chegou a dizer que não é um pacifista, pois acredita que “por algumas coisas vale se lutar e vale morrer. Eu entendo que é mais fácil falar, pois não sou eu que estou na linha de frente, mas Saddam era um bastardo ilegal tão grande que eu não derramei uma lágrima pela guerra.”

Peter Garrett (Midnight Oil)

Peter Garrett

A banda australiana Midnight Oil sempre teve uma conotação política, principalmente no que diz respeito à proteção da natureza.

Peter Garrett, vocalista do grupo desde o final dos anos 70 até 2002, quando ela acabou, trilhou um caminho na política que começou nos anos 80, mais precisamente em 1984, quando concorreu a uma posição no Senado Federal da Austrália pelo estado de New South Wales através do Partido do Desarmamento Nuclear (!). Garrett precisava de 12,5% dos votos mas alcançou 9,6%

Em 2004, porém, ele entrou de cabeça de vez quando foi eleito para um cargo similar ao de Deputado Federal aqui no Brasil, pelo Partido do Trabalho.

O que ninguém esperava era que ele mudaria de opinião em várias questões, principalmente nas que havia tocado em letras do Midnight Oil, deixando fãs da banda chateados com os rumos que ele tomaria, sendo inclusive mais tolerante a empresas que causavam danos ao meio ambiente.

Além dos cargos para o qual foi eleito, Garrett também foi apontado como Ministro do Meio Ambiente, Patrimônio e Artes entre 2007 e 2010 e Ministro da Educação, Infância e Juventude entre 2010 e 2013.

Em 2003, Garrett havia sido gratificado com uma honra de Estado da Austrália tornando-se “Membro da Ordem da Austrália” por suas contribuições ao meio ambiente e indústria da música.

Wyclef Jean

wyclef-jean

O músico Wyclef Jean nasceu no Haiti em 1969 mas aos nove anos de idade se mudou para os Estados Unidos com a família.

Lá, tornou-se integrante do Fugees no começo dos anos 90 e através da banda (cujo nome faz referência à palavra “refugees”, em relação aos haitianos que fugiam de seu país) e de sua carreira solo, tornou-se um dos grandes nomes do hip hop no mundo todo.

Em 2010 Jean decidiu que iria se candidatar à presidência do Haiti, mas foi impedido pelo Tribunal Eleitoral do país pois a Lei exige que os candidatos tenham morado lá por pelo menos cinco anos antes da eleição.

Em uma declaração a respeito do assunto, o vocalista do Arcade Fire, Win Butler, que também é bastante envolvido com o Haiti, explicou como não fazia sentido a candidatura de Wyclef:

Tecnicamente ele não poderia se candidatar pois não mora no Haiti. E eu acho que o fato dele não falar Francês e não ser fluente em Crioulo (línguas oficiais) seriam um grande problema ao tentar controlar um governo complexo como o do Haiti. Seria como se Arnold Schwarzenegger falasse apenas alemão e fosse eleito presidente dos Estados Unidos depois de Nova York e Los Angeles terem sido destruídas por incêndios. Eu acho que ele é um grande músico e se importa de verdade com o Haiti. Espero que ele dê apoio a alguém que seja competente e possa ser eleito.

Em 2010 o músico lançou um EP chamado If I Were President: My Haitian Experience, ou “Se eu fosse presidente: Minha experiência haitiana.”

Vale citar que Wyclef esteve entre os responsáveis pela organização Yéle Haiti, que pretendia ajudar o país mas é investigada por calotes e condutas financeiras suspeitas.

Sonny Bono

sonny-bono

Sonny Bono era metade da famosa dupla Sonny & Cher, formada pelo próprio com a sua segunda esposa, a cantora que está na ativa até os dias de hoje, Cher.

A dupla existiu entre os anos de 1964 e 1977 e foi extremamente popular nos Estados Unidos, muito em função de mega hits como “I Got You Babe”. Como era comum na época, eles ainda ganharam programas de televisão e se posicionaram como nomes dos mais influentes na sociedade norte americana.

Muito em função disso, depois que abandonou o mundo da música e se separou de Cher, Sonny foi eleito prefeito da cidade de Palm Springs, na Califórnia, e ocupou o cargo entre os anos de 1988 e 1992. Em 1994, foi eleito para a House Of Representatives pelo mesmo estado em um cargo similar aos nossos Deputados Federais, e permaneceu na posição até 1998, quando morreu após um acidente em pista de ski.

Martha Reeves

martha-reeves

Martha Reeves é uma cantora de R&B que foi a líder do grupo Martha And The Vandellas, fundado no final dos anos 50, ligado à gigante Motown e que emplacou hits como “Dancing In The Street”.

Após 8 álbuns e 29 singles, a banda acabou e Martha seguiu em carreira solo, sendo que o seu trabalho mais recente é Home To You, de 2004.

Entre os anos de 2005 e 2009, Martha foi membro do conselho municipal da cidade de Detroit, nos Estados Unidos, onde cresceu e tornou-se o que é hoje. Ela foi eleita para o cargo que se assemelha ao de vereador no Brasil.

Rubén Blades

ruben-blades

Rubén Blades é um cantor panamenho de salsa que também se aventurou pelo mundo do cinema tendo, inclusive, participado de filmes como Predador 2 (com Danny Glover e Bill Paxton) e Faça a Coisa Certa, dirigido por Spike Lee.

Além de músico e ator nas horas vagas, Blades também se formou em Direito na Universidade do Panamá e Direito Internacional na Universidade de Harvard, e encontrou tempo para participar do mundo político.

Em 1994, se candidatou para o cargo de Presidente do Panamá e obteve 18% dos votos, perdendo a eleição mas mostrando que para uma figura que estava apenas começando na política, a votação foi bastante expressiva.

Dez anos depois, em 2004, o então presidente do país Martín Torrijos escolheu Rubén como seu Ministro do Turismo, cargo que ocupou durante cinco anos.

Gilberto Gil

gilberto-gil

Gilberto Passos Gil Moreira, o nosso Gilberto Gil, é um dos artistas brasileiros mais conhecidos aqui no país e lá fora.

Além de ter emplacado sucessos durante a carreira que começou no início dos anos 60, também foi reconhecido com prêmios como o Grammy e extrapolou o mundo da música ao receber homenagens de órgãos como UNESCO e ONU e até mesmo do Governo da França, que o premiou com a Ordem Nacional do Mérito.

Entre 2003 e 2008, Gil foi Ministro da Cultura do governo de Luiz Inácio “Lula” da Silva, e só saiu da posição após terceiro pedido vindo de sua parte, já que Lula havia se negado a deixá-lo ir em duas outras ocasiões.

Engana-se, porém, quem acha que a vida política de Gil começou aí, já que entre os anos de 1989 e 1993, ele foi vereador da cidade de Salvador, na Bahia.

Nas atuais eleições, ele chegou a criar uma canção para apoiar a candidata Marina Silva.

Fela Kuti

Novas Músicas: Tarja, Pantera, Megadeth, Fela Kuti, Falling In Reverse, Boysetsfire

O mega influente músico nigeriano Fela Kuti foi um dos pioneiros do chamado movimento Afrobeat, fez com que diversas gerações experimentassem novos estilos musicais e também sempre lutou pela causa dos direitos humanos.

Além disso, Fela tinha como grande ponto em sua vida a defesa do povo africano em relação ao imperialismo europeu, e para isso pregava que as tradições africanas deveriam ser respeitadas, vividas e apoiadas.

Nos anos 70, como forma de driblar a ditadura que controlava as mídias da Nigéria, o músico começou a comprar espaços de publicidade onde publicava matérias com seus pontos de vista políticos, em uma sessão que continuou sendo publicada até o começo dos anos 80 com o nome de “Chief Priest Say”.

Em 1979, Fela Kuti se colocou como nome a ser candidato para a Presidência da Nigéria através de um partido que ele mesmo havia criado, chamado de “Movimento do Povo”. Sua candidatura foi rejeitada.

Luther Campbell (2 Live Crew)

luther-campbell

Luther Campbell, conhecido como Luke, fez parte do controverso grupo de hip hop 2 Live Crew.

O grupo, com origens em Miami, fazia música baseada principalmente em letras recheadas de conotações sexuais, a ponto do disco As Nasty As They Wanna Be, de 1989, ter sido o primeiro da história a ser considerado legalmente obsceno por um tribunal.

Apesar disso, e talvez muito em função disso, o disco foi certificado com dupla platina e é o álbum de mais sucesso na carreira do 2 Live Crew.

Com essa visibilidade toda, Luke resolveu se aventurar em diversos outros campos da sociedade de Miami incluindo a indústria de filmes pornôs e a política.

Na última, ele entrou quando se candidatou ao cargo de prefeito do condado de Miami-Dade em 2011, terminando a eleição em quarto lugar com 11% dos votos entre 11 candidatos. Entre suas propostas de campanha estavam maior transparência no governo e impostos para strippers.

Como curiosidade, a capa de As Nasty As They Wanna Be é o tema central do clipe de “The Rabbit”, do Miike Snow.

Einar Örn (The Sugarcubes)

einar-orn-sugarcubes

The Sugarcubes foi uma banda de rock alternativo da Islândia que se formou ao final dos anos 80 e lançou três discos de estúdio em 1988, 1989 e 1992.

Além de influentes na Europa e no mundo todo, o grupo contava com uma certa Björk, que depois da banda explodiria através de uma carreira solo bem sucedida com público e crítica.

Quem também cantava no grupo, além de Björk, era Einar Örn Benediktsson, figura conhecida da cena underground do país e que formou o Sugarcubes junto com a cantora.

Após o fim do grupo, Einar trabalhou em uma série de frentes diferentes: chegou a escrever uma coluna de jornal, trabalhou com gravadoras e até colaborou com Damon Albarn no Gorillaz, mas desde 2010 pra cá, tem encarado o desafio da política.

Einar foi eleito como membro da prefeitura de Reykjavik através do Best Party, partido criado como forma de protesto em caráter similar ao Pirate Party, em 2009, e seu imenso sucesso nas eleições do ano seguinte é visto como revolta do povo em relação à crise financeira da Islândia que atingiu o país até 2011.

Condoleezza Rice

condoleezza-rice

Condoleezza Rice é um caso à parte dentro dessa lista pois ficou conhecida pelo público através da política, mas já tinha sua vida ligada à música desde a adolescência.

A Secretária de Estado do governo de George W. Bush nos Estados Unidos entre os anos de 2005 e 2009 foi a primeira mulher negra a ocupar o cargo e após deixar o governo tornou-se professora da prestigiada Universidade de Stanford.

Talentosa pianista, Condoleezza chegou a tocar Mozart com a Orquestra Sinfônica de Denver aos 15 anos de idade e enquanto esteve em Washington, tocava regularmente com um grupo de música clássica local.

Rice ainda participou do seriado de humor 30 Rock, tocando piano, e também disse em 2009 no programa de televisão de Jay Leno, que a sua banda favorita é o Led Zeppelin.

 

John Huntsman, Jr.

john-huntsman-jr

Similar ao caso de Condoleezza Rice, John Huntsman, Jr. é um conhecido político norte-americano que tem o passado ligado à música.

Governador do estado de Utah entre os anos de 2005 e 2009, o republicano já foi embaixador dos Estados Unidos na China e em Cingapura e no ano de 2012 tentou conquistar o posto de candidato do seu partido à presidência da República, mas o vencedor acabou sendo Mitt Romney.

Na adolescência, Huntsman abandonou o ensino médio na cidade de Salt Lake City para tentar a vida como músico, já que era tecladista de uma banda de rock progressivo chamada Wizard.

A banda não deu certo mas as influências ficaram, e ele já se declarou fã de bandas como Captain Beefheart e Dream Theater e chegou a tocar com o REO Speedwagon em uma performance no seu estado.

Lee Atwater

george-w-bush-lee-atwater

Lee Atwater foi guitarrista em uma banda chamada The Upsetters Revue quando adolescente e se envolveu com a política na Universidade através de centros acadêmicos.

Dali para a frente o cara destacou-se como força política no estado da Carolina do Sul e após subir para o nível federal do Partido Republicano, Atwater foi o responsável pela agressiva campanha presidencial de George W. Bush (pai) em 1988, que sagrou-se vencedor.

Com a vitória, Lee trabalhou dentro do governo em Washington e não raramente ele tocava na região com ninguém menos que B.B. King, além de gravar um disco chamado Red, Hot And Blue com nomes como Isaac Hayes.

O músico e político morreu cedo, em 1991, por conta de um tumor no cérebro, e muitos dizem que isso teve grande influência no fato de que em 1992, nas eleições presidenciais dos Estados Unidos, George W. Bush perdeu para Bill Clinton.

Krist Novoselic

krist-novoselic-entrevista

O baixista do Nirvana, Krist Novoselic, começou a se envolver com a política no início dos anos 90, junto com o crescimento da popularidade da banda e em função de assuntos relacionados.

Um deles foi a tentativa do governo do estado de Washington (onde fica Seattle) passar uma lei que permitiria a classificação de certos discos como “eróticos”, permitindo a venda apenas para maiores de 18 anos.

Novoselic e o Nirvana se posicionaram contra esse tipo de atitude e chegaram a fazer shows como forma de divulgar a questão.

A primeira lei foi proposta em 1992 e depois voltou à tona em 1995, quando Krist sugeriu então a criação de um comitê para lidar com esse tipo de assunto por parte dos músicos, e ele foi criado na forma do JAMPAC, Joint Artists and Musicians Political Action Committee. Através dele, outras questões foram abordadas e defendidas como a presença de menores em shows.

Dali em diante, o baixista se envolveu mais com a política, publicou matérias em seu site e também foi eleito “State Committeeman”, ou uma espécie de representante do seu partido na região em que vive para organizá-lo e reunir a população em épocas de eleição.

Menção “honrosa”

Tiririca

tiririca-candidato

“Pior que tá não fica!”

   
 
Compartilhar