Mike Shinoda em entrevista à rádio

Depois da declaração de Rome Ramirez, a nova voz do Sublime, em relação aos seguranças do Linkin Park o terem denunciado para a polícia por porte de maconha, durante um festival de rádio em Tucson, no Arizona, é a vez de Mike Shinoda, um dos líderes do LP, se pronunciar a respeito.

Conforme noticiado aqui, o rapper/compositor da banda de nu metal californiana já havia feito piada do ocorrido em seu twitter, inclusive criando a hashtag #LinkinNark, em alusão ao departamento de narcóticos da polícia norte-americana. Recentemente, entretanto, o artista deu uma entrevista ao programa “The Jason Ellis Show”, da rádio SiriusXM, negando mais uma vez a polêmica. Shinoda afirma que o local do show estava repleto de policiais, inclusive do lado de fora dos camarins, e garante não ter nada a ver com qualquer tipo de ligação feita.

Ao ser perguntado se faria uma chamada à polícia no caso de notar fumantes de maconha ao seu redor, Mike Shinoda foi enfático:

Cara, o que eu tenho a dizer sobre isso é que nós excursionamos com o Snoop Dogg, com o Cypress Hill. Nossa segunda turnê foi com o Kottonmouth Kings. É isso. Nós colocamos o Snoop Dogg na cadeia? Por que eu faria isso? Eu não ligo.

Entretanto, o músico não deixou de atentar ao fato dos integrantes do Linkin Park serem, em sua maioria, pais de família, inclusive ressaltando que os filhos de Chester Bennington, vocalista da banda, estavam presentes no fatídico dia. Para Shinoda, seria totalmente razoável pedir que não fumassem maconha no camarim deles, mas que, mais uma vez, nega que tenha partido dele qualquer tipo de denúncia.

Fonte: Blabbermouth

Em tempo, é válido lembrar que o Linkin Park lançou, há poucos dias, seu sexto álbum de estúdio, intitulado The Hunting Party (leia resenha aqui), que já integra a lista dos 37 discos que você precisa ouvir em junho. Confira, também, a entrevista cedida pelo baterista Rob Bourdon ao TMDQA! nesse link, num bate papo que vai desde detalhes do novo trabalho até sua opinião acerca da Copa do Mundo.