álbuns póstumos
 

A gente sabe como é triste ver nossos artistas favoritos indo desta pra uma melhor (ou pra uma pior, nunca saberemos). Mas se existe uma coisa que consegue, muitas vezes, acalentar nossos pobres corações depois de uma grande perda são os lançamentos de álbuns póstumos, muitas vezes com material inédito, com canções exclusivas ou só com boas recordações dessa galera que tanto faz falta.

Por isso, nós do Tenho Mais Discos Que Amigos! fizemos uma seleção de alguns dos álbuns póstumos mais legais que vimos por aí para você relembrar, ouvir e reviver esses grandes músicos.

Acompanhe e indique outros discos para a próxima edição dessa lista, que a já gente sabe que será necessária.

Amy Winehouse

Lioness: Hidden Treasures

amy-winehouse-lioness

A cantora britânica Amy Winehouse deixou muita saudade quando morreu, em julho de 2011. O primeiro álbum póstumo da cantora foi lançado 5 meses depois. Lioness: Hidden Treasures presenteia os fãs da artista com seus primeiros singles e é uma compilação de gravações da musa do soul desde seu álbum de estreia até canções em que ela estava trabalhando antes da morte.

Todo o dinheiro arrecadado com as vendas do disco foi revertido à Amy Winehouse Foundation, que auxilia jovens viciados em drogas e em álcool.

Cazuza

Por Aí

Cazuza Por Aí

Lançado em abril de 1991, nove meses depois da morte de Cazuza, o disco Por Aí é composto apenas de sobras de estúdio do cantor, dos discos anteriores Burguesia e Só Se For a Dois. Além deste disco, um outro foi lançado após a morte do ícone, O Poeta Está Vivo, um registro de um show do músico no Teatro Ipanema, lançado em 2007, vinte anos depois da gravação original.

George Harrison

Brainwashed

Brainwashed - George Harrison

Lançado quase um ano após a morte do cantor, Brainwashed do beatle George Harrison começou a ser produzido (pasme!) em 1988. No meio do longo e árduo caminho para o lançamento do trabalho, Harrison teve problemas com seu empresário, na organização do Anthology, dos Beatles, e uma série de outros males que o fizeram brincar, em uma entrevista dada em 2001, dizendo que o nome do trabalho seria Your Planet Is Doomed – Volume One.

Com a ajuda de seu filho Dhani e do amigo Jeff Lynne, o álbum começou a ganhar forma mas foi pausado novamente, dessa vez em razão do câncer que acabou tirando Harrison de nós em Novembro de 2001.

Meses depois da morte do pai e seguindo à risca todas as suas instruções, Dhani Harrison finalmente conseguiu terminar a obra, que com 14 anos de atraso, recebeu as melhores críticas da mídia especializada.

Janis Joplin

Pearl

pearl-janis joplin

O segundo álbum de uma estrela que é também o seu primeiro disco póstumo. Triste né? Pearl de Janis Joplin vem com toda essa carga emocional da perda de uma artista tão completa logo no começo dos seus “tempos de ouro”.

Lançado seis meses após sua morte e por sua banda Full Tilt Boogie Band, o disco é considerado por muitos o melhor de sua carreira.

Jimi Hendrix

First Rays of The New Rising Sun / Valleys of Neptune / People, Hell and Angels

jimi-hendrix-first-rays jimi-hendrix-valleys-of-neptune Jimi Hendrix - People, Hell And Angels

Depois da morte controversa de Hendrix, começaram a surgir diversos materiais inéditos que muitos diziam ser do músico. Organizar toda essa bagunça realmente foi uma tarefa um tanto quanto árdua (assim como investigar as circunstâncias em que o guitarrista morreu), mas no início dos anos 2000 (sim! Quase 30 anos depois da morte do músico), sua família conseguiu finalmente obter os direitos do seu material e organizar lançamentos que provavelmente seriam aprovados por ele.

Um desses discos é First Rays of The New Rising Sun, com músicas que Hendrix teria lançado em seu próximo disco de estúdio, em 1970. Lançado em 1997, o trabalho foi cuidadosamente recriado com base em anotações e gravações que Hendrix fez para o projeto. Em 2010, Valleys of Neptune chegou às lojas, com a faixa título, uma das mais procuradas canções do músico e ainda indisponíveis comercialmente. O álbum foi gravado originalmente em 1969 com a formação original do The Jimi Hendrix Experience e foi descrito por alguns como um dos melhores álbuns lançados em 2010.

Já no ano passado foi a vez de People, Hell And Angels cair no gosto dos fãs do guitarrista. Lançado em 5 de março de 2013 o álbum contém 12 músicas, e é provavelmente o último trabalho a ser lançado com material inédito do músico.

Joey Ramone

Don’t Worry About Me / … Ya Know?

joey-ramone-dont-worry-about-me Joey Ramone - ...Ya Know?

Mais conhecido com o lendário vocalista dos Ramones, o músico Joey Ramone nos deixou em 2001, depois de uma árdua batalha contra um linfoma. No ano seguinte, o trabalho Don’t Worry About Me foi lançado, incluindo covers de “What a Wonderful World” de Louis Armstrong, versão utilizada desde trilhas sonoras de filmes até comerciais da Apple, e de “1969” do The Stooges.

Já em 2012, … Ya Know trouxe uma série de amigos e músicos trabalhando no material (como Joan Jett, Richie Ramone, Holly Beth Vincent, entre outros) e ganhou até uma edição especial, lançada na Record Store Day daquele ano.

 

John Lennon

Milk and Honey

John Lennon - Milk and Honey

Quatro anos depois da morte de John Lennon, Milk and Honey chegou às lojas. Com canções do próprio Lennon gravadas nas sessões de estúdio do Double Fantasy, o disco foi finalizado por Yoko Ono com o selo Geffen.

O disco deveria ser um álbum duplo, mas a morte de John Lennon fez com que o projeto fosse parado por três anos até que Ono se sentisse pronta para continuá-lo. O disco teve como singles as músicas “Nobody Told Me”, “Boworred Time” e “I’m Sleeping Out”, todas de Lennon.

Johnny Cash

American V: A Hundred Highways / American VI: Ain’t No Grave

johnny-cash-american-v-a-hundred-highways American VI- Ain't No Grave-Johnny Cash

Lançado três anos depois da morte de Johnny Cash, American V: A Hundred Highways é parte da série “American” de Cash. O disco tem por nome um recorte do primeiro verso da música “Love’s Been Good to Me” e foi o primeiro de Johnny Cash a alcançar o primeiro lugar da Billboard 200 desde Johnny Cash at San Quentin, de 1969.

Anos mais tarde, em 2010, foi a vez de American VI: Ain’t No Grave ser lançado, três dias antes do que seria o aniversário de 78 anos de Cash. O trabalho, que finalizou a série, foi gravado durante a mesma sessão de estúdio do anterior e ganhou a terceira posição da Billboard 200.

A respeito dos dois discos, uma curiosidade: uma nota de rodapé do box Unearthed, composto pelas quatro primeiras edições da série “American” dizia existirem aproximadamente 50 músicas gravadas durante as sessões de “American V”, antes da morte de Cash em setembro de 2003. O lançamento dos trabalhos e a falta de novidades a respeito das “canções faltantes” pode ser considerado um banho de água fria nos fãs que esperavam mais canções ou uma luz no fim do túnel para os esperançosos que acreditam que essas músicas ainda vão aparecer por aí.

Joy Division

Closer

Joy_Division_Closer

O segundo álbum da banda e o primeiro depois da morte de Ian Curtis foi o maior sucesso de público e crítica do Joy Division. Lançado em 18 de Julho 1980, exatamente dois meses depois do suicídio de Curtis, Closer é tido por muitos como o melhor trabalho do Joy Division, e muitas vezes associado aos melhores lançamentos da década de 80.

Led Zeppelin

Coda

Led_Zeppelin-Coda

Lançado em 1982, o disco Coda veio ao mundo como uma coleção de faixas de várias sessões de estúdio nos 12 anos de carreira do Led Zeppelin e que nunca haviam sido usadas antes.

O grupo, que havia acabado oficialmente em 1980, depois da morte de seu baterista John Bonham, escolheu a palavra “coda” para dar nome ao trabalho por seu significado: uma passagem que encerra uma peça musical, onde geralmente se relembram os principais temas do enredo.

Legião Urbana

Uma Outra Estação

uma outra estação - legião urbana

Último trabalho da Legiao Urbana, o disco Uma Outra Estação foi lançado 10 meses após a morte de Renato Russo e é composto por material que sobrou do disco anterior, A Tempestade ou O Livro dos Dias. A ideia de Renato e companhia era lançar um álbum duplo de “A Tempestade”, mas o projeto foi novamente recusado pela gravadora (como aconteceu com “Dois”, de 1987).

O disco tem canções do projeto solo de Renato antes da Legião (O Trovador Solitário), alguns convidados especiais como Marisa Monte e Bi Ribeiro e até composições que não são de membros da Legião Urbana.

Michael Jackson

Michael / Xscape

Michael Jackson - Michael 2010 [Deluxe Edition] Xscape-Michael Jackson

Pouco mais de um ano depois da morte do rei do pop, seu primeiro álbum póstumo surgiu nas prateleiras: era Michael, o primeiro de inéditas de Michael Jackson desde Invincible de 2001. O trabalho teve como singles as músicas “Hold My Hand”, “Hollywood Tonight” e “Behind the Mask”. Entre os recordes atingidos pelo trabalho estão a 39a. posição no Billboard Hot 100 e o Guinness de maior cartaz do mundo, para um cartaz de 2,701 m2 da capa do disco, estendido na frente da Rectory Farm em Middlesex, na Inglaterra.

Neste ano, Xscape, lançado em Maio, também veio como um trabalho de inéditas do cantor e os singles “Love Never Felt So Good” e “Slave to The Rhythm” já caíram nos gostos populares.

Nirvana

MTV Unplugged in New York / From The Muddy Banks of The Wishkah

Nirvana - MTV Unplugged in New York nirvana-from-the-muddy-banks-of-wishkah

Lançado em Novembro de 1994, meses após a morte de Kurt Cobain, o disco MTV Unplugged in New York é diferente dos outros “unplugged” já lançados anteriormente pela MTV. Isso porque a proposta de trabalhar em um formato acústico não agradava muito Cobain, que só aceitou realizar a gravação a partir de algumas mudanças que a banda fez para adaptar seu show a esse formato. A principal foi tocar canções menos conhecidas do grupo e incluir covers ao invés de ficar apenas nos principais sucessos da carreira, além de inserir alguns amplificadores e efeitos no violão de Cobain. Com a estreia premiada pelo primeiro lugar na Billboard 200 o trabalho foi gravado inteiramente em um único take e é um dos registros mais legais de shows do Nirvana conhecidos até hoje.

Dois anos depois, em 1996, Dave Grohl e Krist Novoselic trabalharam na busca por gravações ao vivo da banda e lançaram o From The Muddy Banks of The Wishkah. Com registros que vão de 1989 a 1994, o trabalho ganhou seu nome como referência a um rio da cidade de Aberdeen, em Washington, chamado “Wishkah”, onde Cobain alegou ter passado algumas noites na canção “Something in The Way”, do disco Nevermind.

Tom Jobim

Antônio Brasileiro / Inédito

Tom Jobim - Antônio Brasileiro tom-jobim-inedito

Tom Jobim teve seu último trabalho e primeiro álbum póstumo lançado três dias depois de sua morte. Com canções em inglês e português, Antônio Brasileiro já estava pronto antes da morte do músico, que acelerou o lançamento. Com diversas mostras de que sua criatividade ainda estava longe de se esgotar, Jobim mostra nesse trabalho algumas canções inéditas e duetos surpreendentes (como o que fez com sua filha em “Samba Maria Luiza” ou com Sting em “How Insensitive”) e conta com o apoio da família na produção e arranjos.

Já em 1995, chegou às lojas o disco Inédito gravado em 1987 para celebrar o aniversário de 60 anos do músico e, na época, distribuído em poucas cópias apenas para os mais próximos.

2pac

R U Still Down? (Remember Me)

r_u_still_down

Com diversos álbuns póstumos, Tupac é um dos músicos mais respeitados de seu estilo em todo o mundo. R U Still Down? (Remember Me), é o segundo deles e o primeiro a ser finalizado sem o músico. O trabalho também é o primeiro lançado pelo selo Amaru Entertainment, criado por sua mãe, Afeni Shakur, para lançar os trabalhos póstumos do filho e administrá-los.

O disco duplo contém material inédito gravado nos períodos de lançamento de trabalhos como Strictly 4 My Niggaz, Thug Life: Volum 1 e Me Against the World. O álbum também foi um dos mais bem sucedidos álbuns póstumos do cantor, e vendeu 549 mil cópias só na semana de lançamento.