Laura Jane Grace (Against Me!) volta a criticar o novo clipe do Arcade Fire
 

Laura Jane Grace (Against Me!) volta a criticar o novo clipe do Arcade Fire

Após criticar o novo clipe do Arcade Fire e receber uma resposta da banda, Laura Jane Grace voltou a falar sobre o novo vídeo dos canadenses. Em seu perfil no Twitter, a líder do Against Me!, falou sobre a identificação dos jovens com o clipe:

Esse artigo é bem problemático. Para começar, há o fato de que Win diz ‘ele’ e Wilson diz ‘ela’. A implicação de que jovens jamaicanos desabrigados e LGBT que vivem em um esgoto vão se sentir mais fortes por ver um ator branco e cisgênero, que é estrela de um filme que eles não tem condições de pagar para ver, em um clipe que eles nunca assistirão? Que merda é essa? 

Além disso, ela afirmou que seu maior problema com o produto audiovisual são os esteriótipos que ele traz:

Meu principal problema com o vídeo nem é a escolha do elenco, são os estereótipos. Tipo, por que Garfield chora antes de raspar sua cabeça para em seguida colocar uma peruca, se ele tem um cabelo lindo? Por que Garfield vai para o pior bar de todos e bebe cerveja nacional e dança com caipiras irracionais? E a ideia de que a banda tocando no Coachella sendo a sua Meca de aceitação e validação? Pfff. Até parece. Se a música tivesse qualquer outro nome, eu não teria nenhum problema, mas ela se chama ‘nós existimos’ e não há nenhum sinal dessa existência representada. Deveria ter sido chamado de ‘eles existem’.

Para finalizar, Grace declarou ser fã da banda e que o disco The Suburbs, de 2010, é um “álbum perfeito”.