muse-lollapalooza-brasil

Por William Galvão

Fotos por I Hate Flash / Lollapalooza Brasil

Após o cancelamento do show que aconteceria na última quinta-feira, 3 de Abril, por problemas de garganta do vocalista Matthew Bellamy, os britânicos do Muse encerraram a primeira noite do Lollapalooza Brasil em clima de homenagem. A banda fez questão de tocar “Lithium”, do Nirvana, no dia em que se completaram 20 anos da morte de Kurt Cobain.

Cantado em uníssono pelo público, o tributo mostrou que os fãs de Muse, além de curtirem os ingleses, absorvem suas influências, já que os caras sempre citam o Nirvana como uma delas, e outra questão que marcou a apresentação foi a voz fraca de Bellamy, que precisou de muita ajuda dos fãs para cantar quase todas as músicas. Foi por isso, inclusive, que a banda cancelou a transmissão do show na televisão e na Internet, alegando “problemas de saúde.”

A banda abriu o espetáculo com uma das músicas da fase mais antiga, quando os caras faziam um som mais garagem. “New Born” despertou a atenção dos admiradores de longa data. No público via-se gente de todas as idades, desde quem curte a banda desde o início até os fãs mais novos, inclusive os brasileiros que tiveram o primeiro contato com o Muse após as performances mais recentes do grupo no Brasil.

Na sequência vieram “Agitated”, a música de Kurt Cobain e as explosivas e também mais antigas “Bliss” e “Plug in Baby”. O meio do show ficou meio morno, um pouco pelo cansaço da voz do vocalista e de uma sequência de músicas um tanto quanto paradas vindas do último disco de estúdio, The 2nd Law.

O pique da plateia só voltou com a também lenta, mas queridinha dos fãs, “Madness”.

Conforme a banda tem anunciado, o próximo disco deve seguir a tendência dos primeiros álbuns, sem esse flerte que os caras tiveram com o dubstep, o que ficou claro com esse show e a escolha do setlist, repleto de singles antigos. Entre as mais aplaudidas e cantadas estiveram “Hysteria” e “Time is running out”.

Após os inúmeros pedidos de desculpas de Matthew, a banda fez um bis bem intenso com “Yes please”, “Uprising” e “Knights of Cydonia”. No geral, a banda não decepcionou e fez uma apresentação muito melhor que a de bandas cujos integrantes estavam em perfeita forma.

Setlist

 

  1. New Born (com trecho de “Headup” do Deftones)
  2. Agitated
  3. Lithium (Nirvana)
  4. Bliss
  5. Plug In Baby
  6. The 2nd Law: Unsustainable
  7. Butterflies & Hurricanes
  8. Liquid State
  9. Madness
  10. Interlude
  11. Hysteria
  12. Starlight
  13. Time Is Running Out
  14. Stockholm Syndrome
  15. Yes Please
  16. Uprising
  17. Kights Of Cydonia (com intro de “Man With A Harmonica” de Ennio Morricone)

muse-no-lolla-brasil

Ouça o novo disco de Caetano Veloso!