Músico no palco
Foto de músico via Shutterstock
 

O site Digital Music News publicou uma matéria escrita por Ari Herstand, músico independente de Los Angeles que já fez mais de 500 shows em sua carreira.

No artigo, ele fala sobre 5 erros que as novas bandas cometem e dá dicas sobre como elas podem ser contornadas, o que pode não apenas tornar os shows mais divertidos, como resultar em mais dinheiro para o grupo.

Traduzimos a matéria original para o Português e você pode conferir as 5 dicas na sequência.

1 – Problemas técnicos

Você deve estar pensando que “às vezes os problemas técnicos são inevitáveis e não são minha culpa!”. É claro que às vezes problemas acontecem, mas eles sempre são culpa sua (mesmo que não sejam).

Você é o cara ou a menina em cima do palco e todos os olhos estão apontados para você. Mesmo que o técnico de som corte a sua guitarra ou mexa no seu microfone, você deve saber o que está acontecendo e como consertar.

Você deveria conhecer todo o seu equipamento tão bem, que se algo errado acontecesse, passaria mentalmente por todas as possibilidades de forma bastante rápida.

Nunca diga “estamos com problemas técnicos.” É estranho, desconfortável e não é engraçado. As pessoas podem até abrir um sorriso no canto da boca, mas naquele momento elas pararam de se divertir e começaram a se preocupar com você.

Tenha como se adaptar a problemas (com equipamento extra, por exemplo) e identificar qualquer um deles antes que a plateia perceba.

 

2 – Conversas particulares com fãs durante o show

Do momento que você pisa no palco até o momento que sai da casa de shows, você está se apresentando. Sim, mesmo após o seu show, enquanto vende CDs e os autografa, você está se apresentando e está em evidência.

Enquanto você está no palco, está se apresentando para todos. Se a sua melhor amiga grita uma piada interna da primeira fila, não dê bola ou a transforme em uma piada com todos que estão ali. Não solte o microfone e comece a conversar com ela enquanto 150 pessoas estão chateadas porque pagaram para ver uma conversa particular.

Tudo que você disser para a plateia deve sair do microfone.

 

3 – Tornar-se sentimental

Essa é difícil, mas sempre que você for falar algo entre as suas músicas, mesmo que elas sejam “sensíveis” e “sentimentais”, deve ser alguma coisa divertida e leve. Não há a necessidade de falar para a plateia como o autor estava se sentindo um lixo quando compôs a música, já que as pessoas irão perceber isso se prestarem atenção na letra e na canção.

Por que não fazer uma piada a respeito? Não é necessário ser um comediante de stand-up, mas a pior coisa a fazer é deprimir as pessoas que estão no show.

 

4 – Não falar dos produtos oficiais

A venda de produtos da banda é a melhor forma de ganhar dinheiro enquanto se está viajando em turnê. Se as bandas não colocam produtos interessantes à disposição do público e não falam a respeito deles ao microfone, estão perdendo dinheiro.

De acordo com Ari, ele fez um teste e nos shows que anunciava os produtos ao microfone, vendia até quatro vezes mais produtos do que naqueles que não anunciava.

 

5 – Tocar por tempo demais

O ideal é deixar a plateia com gosto de “quero mais.”

A maioria das novas bandas quer tocar o máximo que pode, já que elas acham que todas as suas músicas são maravilhosas e as pessoas querem ouvi-las, mas não é verdade.

Sabe quando você ouve músicas antigas e pensa em como elas não são tão legais quanto imaginava que eram quando compôs e gravou? Pense nisso quando for montar a lista de músicas do show. Suas músicas não são tão fodas quanto você pensa. Toque as melhores e deixe a plateia querendo mais.