Festival DoSol 2013: terceiro dia (10/11/13)
 

Festival DoSol 2013: terceiro dia (10/11/13)

Escrito por Angélica Albuquerque e João Pinheiro
Fotos por Divulgação DoSol

O último dia da edição Festival DoSol 2013 em Natal – que aconteceu no domingo (10/11) após dois dias seguidos de apresentações de bandas com estilos musicais que iam do indie rock ao reggae – foi destinado aos “camisas pretas”, ou seja, os shows ficaram sob o comando de grupos que fazem som porrada, tanto para dar o ritmo do headbanging quanto para formar amplas e divertidas rodas de pogo.

Pouco antes do horário previsto para o início de sua apresentação, marcada para às 15h30 no Armazém Hall, os caras do Godhound testaram o som com o clássico “Paranoid“, do Black Sabbath, e o público, que marcava presença à tarde em maior número que nos dias anteriores, pode sentir-se muito bem vindo e pronto para acompanhar a apresentação.
A passagem do quarteto de Mossoró (RN) pelo DoSol marca a reta final da turnê “Hounds on the Road 2013”, cujas últimas datas contam com participação de Vicente Andrade na bateria. O grupo não negou suas influências e, depois de ter agradado o público com faixas autorais como “Dust n’Beer” (do EP God Above… Hound on the Road, lançado neste ano), fechou o show com um cover do hino “Ace of Spades“, do Motörhead.

Festival DoSol 2013: terceiro dia (10/11/13)

Com o Dosol bastante cheio, a Damage Division animou a tarde da Rua Chile com o seu stoner metal. Formada em 2012 por Lucca Medeiros (guitarra e vocal), Pablo Gurgel (guitarra), Bruno Campelo (baixo) e Wellington Júnior (bateria), a banda, por enquanto, só tem duas músicas disponibilizadas na web, mas deve gravar seu primeiro álbum em 2014. Mesmo com pouco tempo de existência, o grupo se mostrou muito competente em faixas como “On Fire”, “Gravebound” e “Inner”, que contou com um virtuoso two hands feito pelo guitarrista.

Em seguida, a Sertão Sangrento subiu no palco do Armazém e inspirou o público a começar uma roda punk, ainda que tímida, já na sua primeira música. A banda, vinda da cidade de Caicó, interior do Rio Grande do Norte, apresentou seu auto-intitulado horror punk à la Zumbis do Espaço nas faixas “Hoje É Noite de Halloween”, “Vidas Secas”, “Minha Querida, Estou Querendo Te Matar”, “Eu Sou Um Estripador” e no bem recebido cover de “Last Caress”, clássico do Misfits.

Festival DoSol 2013: terceiro dia (10/11/13)

Após os potiguares da Observer, que fizeram um show que agradou os fãs de grindmetal, foi a vez da Skate Pirata começar sua apresentação provando que não estava para brincadeira. Quando Ítalo (bateria), Ivo (guitarra e vocal), Renato (baixo) e Mônica (vocal) mostraram seu skate-punk agressivo e rápido, o público respondeu na hora e formou uma grande roda de pogo e ininterrupta. O quarteto cearense, que em 2012 lançou o split Rolê Pagão com a banda Cidade Cemitério, divertiu todos os presentes com faixas como “Jesus Odeia Meu Skate”, “Desconectado” e “Cozinha do Inferno”, músicas que evidenciam o bem colocado vocal de Mônica e que tornam o show ainda mais legal.

Prometendo uma “performance destruidora”, a Imminent Attack não deixou a desejar. A banda de thrash metal, fundada em 2004 em São Paulo, provou que tempo de estrada conta muito e agrega experiência, facilitando assim o domínio do palco e do público. Com uma vibe muito divertida, Adriano Guimarães (vocais), Erick Velez (guitarra), Ivan Carlos (guitarra), Alan Magno (baixo) e André A.Lien (bateria) mostraram grande competência em suas funções e não decepcionaram a plateia presente no Centro Cultural DoSol.

No Armazém Hall, a tão querida dupla Red Boots subiu ao palco para apresentar seu bem elaborado desert grunge futurista, que agrada fãs de Uncle Acid and The Deadbeats, Queens of the Stone Age, Loading Data, Red Fang e afins. Formada há 8 anos em Mossoró, Rio Grande do Norte, por Luan Rodrigues (vocal e guitarra) e Gilderlan Holanda (bateria), a dupla apresentou faixas de seus EPs e de seu competente primeiro álbum de estúdio, Aracnophilia, lançado em 2012. O show ainda contou com participação especial de João Lemos, guitarrista e vocalista da banda Molho Negro, atração que comandou o palco do Centro Cultural DoSol logo em seguida.

Festival DoSol 2013: terceiro dia (10/11/13)

No Pará não tem só tecnobrega, tem rock e dos bons! Molho Negro, trio formado por João Lemos (voz e guitarra), Raony Pinheiro (baixo) e Augusto Oliveira (bateria), é uma das melhores bandas da ascendente cena do norte do país e confirmou esse status em seu show no Festival Dosol 2013. A apresentação ainda contou com a participação especial de Karina Monteiro, ex-guitarrista da Camarones Orquestra Guitarrística.
As conhecidas “Aparelhagem de Apartamento”, “Se Ela Não É Lésbica Tem Namorado”, “THC”, “Onde Está Meu Mojo” e o cover de “Negro Gato” grudam na cabeça e te deixam cantarolando por dias, transformando, assim, o grupo em uma das gratas surpresas do evento.

Vindos das terras longínquas da Austrália, a Don Fernando preencheu o Armazém Hall com seu stoner rock e seus riffs que impressionaram o público e a crítica musical da europeia e australiana. Com dois discos lançados (The Banquet of…, de 2008, e Dia De Los Muertos, de 2011) e já trabalhando em seu terceiro registro, o grupo não pecou e exibiu um repertório afiado e pensado para inspirar os músicos da forte cena stoner da região. Show bastante comentado e que, com certeza, vai ficar na história do Festival DoSol.

Festival DoSol 2013: terceiro dia (10/11/13)

O elogiado trio de sludge/stoner metal de Mossoró (RN), Monster Coyote, lotou o Centro Cultural DoSol e forneceu à plateia justamente o que ela esperava ver. Formado por Amilton Jr, Daniel Araújo e Kalyl Lamarck (que, enfim, subiu ao palco do festival para tocar após ajudar na produção do DoSol durante todos os dias), a banda trocou energia com um público bastante participativo e que, ao mesmo tempo em que erguia seus punhos acompanhando o ritmo das músicas, prestava atenção em toda a aula que o trio dava no palco.

Depois de aprender algumas palavras em português com a equipe do TMDQA! com o intuito de se aproximar mais do público brasileiro, o divertido quinteto peruano-argentino Los Peyotes expôs seu humor escrachado no palco do Armazém Hall. Com roupas iguais, David Peyote (vocal, guitarra e maracas), Pablo Bam Bam (bateria e berros), Rolando Bruno (guitarra e berros), J.R Lemons (órgão e berros) e Oscar Hechomierda (baixo e berros) comprovaram que seu garage rock dos anos 60 revitalizou o gênero na América do Sul, ao apresentarem canções desde seu primeiro álbum de estúdio, Cavernícola (de 2005), até seu single mais recente, “Jesucristo“, lançado em vinil de 7 polegadas.

Festival DoSol 2013: terceiro dia (10/11/13)

Pela primeira vez no festival, a banda carioca Zander fez a felicidade dos que se aglomeraram no Centro Cultural DoSol para, finalmente, checar a tão aguardada estreia de Gabriel Zander (voz e guitarra), Gabriel Arbex (guitarra) e Leonardo Mitchell (bateria) com o recém-chegado Malni (baixo) em terras natalenses. Apesar de ter entrado para a banda há poucos meses, conforme o TMDQA! revelou em primeira mão, o músico já tocava com Zander e Arbex na influente Noção de Nada.
Mantendo a tradição, o quarteto de hardcore melódico iniciou a apresentação com “Auto Falantes”, faixa que também abre seu primeiro álbum de estúdio, Brasa, lançado em 2010. Também de seu disco de estreia, o grupo deu sequência à apresentação com “Todos os Dias“. Além de músicas como “Motim”, “Meia Noite” e “Humaitá” (onde o guitarrista Zeek Underwood, do Single Parents e Fire Driven, não se conteve e invadiu o palco para cantar no final da música e dar um mosh), o setlist também contou com faixas dos EPs Em Construção (de 2008) e Já Faz Algum Tempo (de 2009), do split Chumbo (de 2012) e duas novas (incluindo a já divulgada “Viva a Rapaziada!”). Obviamente, os fãs já esperava ouvir a banda apresentar alguma do Noção de Nada e o grupo não decepcionou: mandou a clássica “Orgânico”, concretizando a previsão de que o show do Zander iria trazer tanto ar fresco quanto de nostalgia.

Festival DoSol 2013: terceiro dia (10/11/13)

Uma das bandas mais cascudas do underground brasileiro, Devotos, formada em Recife por Cannibal (baixo e voz), Neilton (guitarra) e Celo Brown (bateria), foi ao Festival DoSol 2013 não só para celebrar os 10 anos de existência do evento, mas também os honrosos  25 anos completados pela banda em 2013. Com diversos registros de estúdio já lançados, as músicas do respeitado trio levaram até as meninas a formarem uma roda de pogo exclusiva, com Cannibal pedindo para que os caras respeitassem e não entrassem; o que foi feito.

Júlio Cortez (vocal), Flávio Horroroso (guitarra), Remullo Galvão (guitarra), Eri Soares (baixo) e Jucian Carlos (bateria) marcaram o retorno da banda potiguar Croskill às atividades no Centro Cultural DoSol, fechando a programação do palco na noite de domingo.
O grupo, formado em 1989, cumpriu com o prometido e fez um show matador e cheio de gás, deixando claro que sua volta era mais que necessária para manter a cena do heavy metal nacional mais forte do que nunca.

Festival DoSol 2013: terceiro dia (10/11/13)

Os comentários sobre quão incrível seria o show do Mukeka di Rato, banda de punk rock/hardcore de Espírito Santo, circulavam bem antes dos caras sequer chegarem ao local do festival para sua apresentação.
Sem decepcionar aqueles que confiaram que a banda faria, novamente, mais um show histórico no festival DoSol, Sandro, Paulista, Mozine e Brek tocaram sem parar todas as músicas que puderam, como “Mente Positiva“, “Maconha“, “Deturpação Divina“, “Mikey“, “Zé é Mau“, “Minha Escolinha” e “New Wave Índio“, enquanto o público criava rodas de pogo brutais. O show ainda contou com participação especial de Ana Morena, baixista do Camarones Orquestra Guitarrística.

Enquanto os moshes e as rodas de pogo rolavam soltos no Centro Cultural DoSol e no Armazém Hall, no lounge da Ray-Ban Envision Tour, exclusivo para convidados, a vocalista do Far From Alaska e baterista do Talma & Gadelha, Emmily Barreto, apresentou seu DJ set de 3 horas de duração, que contou com músicas de bandas como The Dead Weather, QOTSA, Them Crooked Vultures e Spinnerette, além de diversas faixas de grupos da cena do Rio Grande do Norte, como Planant, Venice, Barbiekill e Camarones Orquestra Guitarrística. O set elaborado por Emmily empolgou além do esperado quem estava no lounge e fechou a edição 2013 do Festival DoSol em Natal do mesmo jeito como o evento ocorreu durante todos os dias: em ritmo de celebração e com muita música.

Festival DoSol 2013: terceiro dia (10/11/13)

Com 3 dias de festa, recorde de público (mais de 7.000 pessoas compareceram ao evento),  o Festival DoSol 2013 em Natal celebrou seus 10 anos de maneira histórica e que, indubitavelmente, vai causar nostalgia nos que puderam curtir não apenas os 42 shows oferecidos pelo evento, mas sim toda a boa energia que envolveu a Rua Chile nos dias 8, 9 e 10 de Novembro. É inegável que todos saíram satisfeitos e que o Festival atendeu às expectativas, dando a merecida atenção às bandas locais (que formam uma das cenas mais prolíficas do país), apresentando o trabalho de artistas de outros estados do Brasil, oferecendo espaço para bandas estrangeiras e promovendo um agradabilíssimo clima para os fãs de música, que já olham de forma ansiosa para o DoSol 2014, na expectativa de mais momentos antológicos como os colecionados nesse último final de semana.

Confira como foram os dias anteriores do Festival DoSol 2013:

  • Primeiro dia (08/11/13) – Talma&Gadelha (RN), Camarones Orquestra Guitarrística (RN) + convidados, Rejects (RN), Mad Grinder (RN), Stereovitrola (AP), Mahmed (RN) e Last Starfighters (RN).
  • Segundo dia (09/11/13) – Dusouto (RN), Digital Dubs (RJ), Rastafeeling (RN), Carcará na Viagem (RN), Fukai (RN), Uh La La (PR), Autoramas (RJ), Far From Alaska (RN), Hellbenders (GO), The Sinks (RN), Alf (DF), Petit Mort (Argentina), Cassino Supernova (DF), Medialunas (RS), Single Parents (SP), Lupe de Lupe (MG), Rocca Vegas (CE), Ar, Tu e o Vendaval (RN), Rollercoaster (RN) e Zurdo (RN).

FESTIVAL DOSOL 2013 continua em Mossoró e Caicó

O evento, que acontece no Rio Grande do Norte neste mês de Novembro, ainda segue entre os dias 13 e 15 para Mossoró Centro Cultural DoSol/Estação das Artes) e no dia 23 para Caicó (Ilha de Santana).

Confira aqui a programação completa.

TMDQA! e Festival DoSol 2013 Apostam

O tradicional Festival DoSol tem papel mais do que fundamental na divulgação de tantas grandes bandas de rock da região que têm despontado para o Brasil nos últimos anos.

A organização do evento nos convidou para fazer a curadoria de uma série onde escolhemos alguns nomes que tocaram no festival para que eles gravassem vídeos de performances ao vivo dessas bandas. Você pode checar todos os vídeos da série: