Festival DoSol 2013: primeiro dia (08/11/13)
 

4 – Atrações internacionais

10 motivos para ir ao Festival DoSol 2013

Para representar a cena independente estrangeira, foram escalados o trio de grunge/metal argentino Petit Mort, o grupo peruano-argentino Los Peyotes e o quarteto australiano de stoner rock Don Fernando.

Liderado pela vocalista e guitarrista Michu, o trio Petit Mort nasceu em Buenos Aires, em 2007, sob influência da nata do grunge, como Nirvana, Pearl Jam, Melvins e Faith No More, além de nomes como Rage Against the Machine, PJ Harvey e Incubus.
O grupo tem uma relação bem intensa com o Brasil. Em seus 6 anos de carreia, Michu, Juan (baixista) e Lau (baterista) estão atualmente em sua quinta turnê pelo Brasil, realizando shows no Rio Grande do Sul, em Santa Catarina, Minas Gerais, Goiânia e, claro, pelo nordeste.
Na bagagem, o trio traz três registros: o EP homônimo lançado em 2010, Spit In (também de 2010) e o EP Du Bist, de 2012.

Apontada como “a banda que revitalizou o garage rock dos anos 60 na América do Sul”, o divertido quinteto peruano-argentino Los Peyotes é formado por David Peyote (vocal, guitarra e maracas), Pablo Bam Bam (bateria e berros), Rolando Bruno (guitarra e berros), J.R Lemons (órgão e berros) e Oscar Hechomierda (baixo e berros).
Com humor escrachado, o grupo lançou seu primeiro álbum de estúdio em 2005, Cavernícola, depois de uma série de EPs. Já em Outubro deste ano, a banda deu origem a um registro em vinil de 7 polegadas que traz as faixas “Jesucristo” e “Santo“, que podem ser ouvidas aqui.

Composta por Andy Simpson, James Innes, Jonny Driver e Ryan Kemp, a banda australiana de heavy rock/stoner rock Don Fernando chama atenção por seus riffs sólidos e certeiros.
Fundado em Melbourne no ano de 2006, o quarteto que já lançou o EP Its Good While it Lasts e os álbuns de estúdio The Banquet of… e Dia De Los Muertos chega à América do Sul pela primeira vez, após causar êxtase no público australiano e europeu.