Cinebiografia de Freddie Mercury pode não acontecer

Após o ator britânico Sacha Baron Cohen, comediante famoso pelo personagem Borat, desistir de participar da cinebiografia de Freddie Mercury, o projeto parece ter sido cancelado. Cohen interpretaria Mercury.

Escalado há três anos para o papel, Cohen desistiu do projeto em Junho, quando teve alguns desentendimentos com os ex-integrantes do Queen. Para o filme ser rodado, é preciso a aprovação dos remanescentes da banda, detentores dos direitos de aprovação da história.

O motivo principal do desentendimento foi que Sacha não concordou com a posição dos caras. Os ex-colegas de Freddie Mercury acreditam que o humor do ator seria pesado demais para o filme. Parece que eles queriam um filme mais “família”. Já o ator, assim como a maioria dos fãs de Mercury, prefere relatar questões mais reais e temas adultos vividos pelo vocalista, como a sua homossexualidade.

Cohen estava empenhado no projeto e chegou a levantar alguns nomes para a direção, como David Fincher e Tom Hooper, mas a proposta feita por ele foi rejeitada pelos caras que eram do Queen. Com Hooper, vale lembrar, Cohen trabalhou no último Os Miseráveis, indicado ao Oscar de melhor filme este ano.

Segundo um tuíte da BBC, o roteirista do filme Peter Morgan (A Rainha / Frost/Nixon) confirmou o engavetamento do projeto: “O roteirista da cinebiografia de Freddie Mercury, Peter Morgan, disse à BBC que o filme ‘provavelmente não vai acontecer’ agora que Sacha Baron Cohen desistiu”.