hip-rock-gira-brasil
 
hip-rock-gira-brasil
Um evento intimista na noite de quinta-feira, data em que manifestações contra o aumento das passagens de ônibus e a greve dos trens metropolitanos mudaram a rotina paulistana, era tudo o que o cidadão vidrado em música da capital paulista poderia pedir aos céus. Foi esse presente que a galera da Freak Produtora e Estúdio ofereceu, para uma seleta lista de convidados, em um estúdio no Itaim.
O evento era a apresentação do Hip Rock Gira Brasil, uma série que conta a  história de uma viagem de 33 dias por 12 cidades brasileiras, numa aventura de música e coragem. A série mostra as experiências da banda Mel Azul em uma viagem que reuniu desafios, frustrações e aprendizados, mas que acima de tudo mostra a cultura e a cena independente do país.
Entre os momentos que mais marcaram a viagem, Antonio Carvalho, baixista da banda, destaca a recepção que a banda teve em Brasília. A gente chegou lá e a galera já conhecia nosso som, já pedia pra tocar aquela música, já curtia nossa página no Facebook. Foi ali que a gente sentiu que a turnê realmente estava ficando maior, comentou, em entrevista exclusiva para o TMDQA!, durante o lançamento da web-série.
O primeiro episódio da web-série já está disponível no canal da Freak no Youtube. Confira abaixo.
Depois da apresentação a banda Mel Azul mostrou pra galera o que faz de melhor: música. O show, também intimista, dava espaço para que as pessoas conhecessem melhor o trabalho apresentado na série. A banda também aproveitou o momento pra lançar  duas músicas novas. O som instrumental da banda é a forma que eles encontraram de desenvolver o trabalho. A gente não se entende muito com esse rótulo “instrumental”. Acho que a diferença está entre o que é canção e o que é música. Música clássica, jazz, as pessoas não perguntam porque a música clássica é instrumental, porque o jazz é instrumental e rock as pessoas perguntam, completou Gustavo Prandini, guitarrista da banda.

Confira abaixo o trailer: