Sublime with Rome adia turnê pelo Brasil para 2013
 

Sublime With Rome em São Paulo

Foto: UOL

Fazia tempo que eu não via um HSBC tão cheio como no show do Sublime With Rome em São Paulo.

Rome foi até cantar com a banda de abertura, o Dirty Heads, que já fez um show pra lá de animado. No intervalo, o DJ, que depois se manteve ao lado do Sublime With Rome, manteve o ritmo na pista, fazendo todos dançarem.

Rome, Eric (o único membro original da banda) e um baterista que vem acompanhando a banda sobem ao palco, fazendo a pista virar uma enorme festa. Rome mantem uma vibe extremamente positiva em todas as músicas cantadas. O show começou com “Date Rape“, passou por “April 29, 1992“, mas foi “Wrong Way” (você pode conferir um vídeo de um pedaço desta música no final da resenha) que fez a plateia cantar em coro e tirar os pés dos chão.   “Thanks thanks São Paulo” foi uma das primeiras frases do vocalista, que se mostrava animado durante todo o show. Muito carismático, Rome conquistou o público em um piscar de olhos. Já Eric tocava seu baixo com precisão mas sem aquela empolgação que já vimos anteriormente.

Smoke 2 Joints” trouxe aquela vibe surf reggae praiana à pista, fazendo com que isqueiros fossem acesos e as pessoas dançassem na pista.  Assim como Rome, o vocal do Dirty Heads, Dirty J, cantou com o Sublime With Rome a música “You Better Listen“. Momento extremamente positivo do show. “Garden Grove“, ” New Trash” e ” Safe And Sound”  também estavam no playlist, mas a nova “Take it or Leave it” do primeiroe até agora único disco com a nova formação, Yours Truly, trouxe a nova onda da banda, que foi muito bem recebida pela plateia. Havia jovens, havia pessoas mais velhas, havia adoradores de Bradley, que mataram saudades das músicas do ícone do ska/punk/reggae. Rome nunca disse que faria o papel do antigo vocalista, mas sim que era uma honra tocar aquelas músicas que influenciaram tantos de sua geração.

A animação era contagiante, sem sombra de dúvida.  Do fundo da pista até o começo existiam aqueles que nao paravam um segundo sequer. O show foi chegando ao fim, alguns começaram a ir embora, mesmo sabendo que o melhor ainda estava por vir. Era hora do bis, que começou com “Panic”, também do álbum lançado em 2011 com Rome.

Daí pra frente vieram os clássicos: “What I Got” nem precisava ser cantada devido ao coro da plateia, mas nem se comparou a “Santeria” que fechou o setlist de forma perfeita. Rome fez seu papel assim como o resto da banda. Os clássicos estavam lá e deixaram todos felizes. O HSBC lotado provou isso e Rome conquistou todos os presentes, reunindo a nova e a velha geração do Sublime.

O Setlist completo do show foi o seguinte:

1. Date Rape
2. STP
3. April 29th
4. Wrong Way
5. Lovers Rock
6. Smoke 2 Joints
7. Don’t Push
8. Garden Grove
9. Right Back
10. New Trash
11. Drain You
12. Safe And Sound
13. You Better Listen
14. Take It Or Leave It
15. Scarlets
16. Slow Ride
17. Doin Time
18. Badfish/Stoned
19.Voodoo
Bis
20. Panic
21. What I Got
22. Santeria

Ouça o novo disco do The Who!    
 
Compartilhar