Bad Religion - True North
 

Bad Religion - True North

Lembra que em 2011 Greg Graffin disse que o próximo álbum do Bad Religion seria o último? Pois bem, a banda acaba de lançar True North e é isso? Será o fim dos discos desta lenda do punk rock norte-americano?

Em entrevista para a Billboard, Graffin foi questionado sobre o fato e disse o seguinte:

Eu sempre faço piadas quando estou no palco, e algumas vezes meu senso de humor não é entendido por algumas pessoas que estão na plateia. Eu acho que havia, provavelmente, algum jornalista em um dos shows que disse: “Eu ouvi! Eu ouvi ele falando que o próximo álbum será o último”.

Greg também foi questionado sobre a aposentadoria da banda, se os membros já pensaram nisso. O músico respondeu:

Eu não consigo imaginar. Você vê isso acontecendo algumas vezes quando artistas como Ozzy entram em uma turnê e dizem: “É isso! Esta é a nossa última turnê!”. E então, a turnê é um sucesso que ninguém pensa em se aposentar após isso. O objetivo de dizer “esta é a nossa última turnê” é apenas por publicidade. E se funcionar, não há motivos para se aposentar.

Ele continuou falando sobre o assunto quando perguntado se é possível decidir se chegou ao limite de criar e compartilhar arte com as pessoas:

Alguns jornalistas me perguntam isso e eu digo: “Bem, deixe eu te perguntar uma coisa: Quando é que você vai parar e dizer: ‘Este é meu último artigo?’. Você não pode fazer isso, faz parte da sua vida. E se isso faz parte da sua vida, você pode responder: ‘Quando eu estiver morto, não haverá mais nada, mas enquanto eu estiver vivo e isso for viável, qual o motivo de largar? É meu modo de viver’. Há pessoas que são criativas, aquelas que fazem as coisas como modo de vida, e é burrice dizer que elas acabaram, que não podem mais fazer o que fazem porque você nunca sabe quando haverá uma nova centelha.

Greg Graffin vai estar com 58 anos de idade em 2023 e sente que ainda vai estar fazendo um disco punk. Ele afirmou que não pode garantir que o Bad Religion ainda vá fazer turnês como tem feito hoje em dia, mas é mais pelo motivo de  que cada membro tem se desenvolvido em outras áreas de suas vidas.