Parabéns, Dave Grohl!
 

Se Dave Grohl ganhasse um ano de vida por cada banda, projeto, participação especial, empreitada musical, trilha sonora, composição, entre outras tantas coisas que já fez na vida, ele teria bem mais que 44 anos.

Pensando um pouco em cada coisa que este multi-homem já colocou suas mãos e voz, e para celebrar seu aniversário que aconteceu nessa segunda-feira, 14 de Janeiro de 2013, separamos 44 vídeos com clipes e canções que mostram a sua caminhada e evolução na música.

Depois de conferir os sons, encontre muito mais fatos sobre a vida e a carreira de Grohl na biografia Dave Grohl – Nada A Perder, clicando aqui.

Textos por Colombia, Angélica Albuquerque e Tony Aiex

Bandas e projetos

Mission Impossible – “Helpless”

Dave Grohl fez sua primeira aparição em um disco, já como baterista, quando o Mission Impossible, sua primeira banda, que já havia se chamado Freaky Baby, lançou o split com o Lunchmeat em Abril de 1985. Meses depois, o grupo passaria a se chamar Fast.

 

Dain Bramage – “I Scream Not Coming Down”

Após o Fast, Grohl formou o Dain Bramage, com quem lançou o álbum I Scream Not Coming Down em 1987. Neste disco, Dave também assumiu as baquetas.

 

Scream – “Gods Look Down”

Em 1987, ainda no Dain Bramage, Dave fez uma audição para tocar bateria no Scream. Em questão de dias, a primeira banda acabou. Com o grupo de Washington DC, Grohl lançou alguns discos. No último, Fumble, o músico mostrou sua habilidade de compor com a canção “Gods Look Down”.

 

Nirvana – “Smells Like Teen Spirit”

O Nirvana tinha um histórico de problemas com bateristas. Krist Novoselic e, principalmente, Kurt Cobain, não se davam por satisfeitos com aqueles que passaram pela banda como Dale Crover e Chad Channing.

Isso mudou quando, em 1990, Buzz Osborne, do Melvins, apresentou um jovem Dave Grohl à dupla, que ficou encantada com as qualidades do baterista. Segundo Krist, bastaram 20 minutos para saber que ele era o baterista que a banda procurava.

Como o grupo anterior de Grohl, Scream, havia encerrado as atividades, ele agarrou a oportunidade e o resto é história.

Definitivamente a marcante introdução de “Smells Like Teen Spirit” não seria a mesma sem as potentes batidas de Grohl.


 

Late! – “Color Pictures of a Marigold”

Já como membro do Nirvana, Dave Grohl gravou a fita K7 Pocketwatch da banda Late! com o nome fictício de Alex “Vanilla” McCloud. Em uma entrevista em 2011, o músico explicou o nome: “Oh, eu chamei de Late!, porque eu sou um idiota e eu achei que seria engraçado dizer para todos, ‘Sorry, we’re Late!’. (‘Me desculpem, nós somos/estamos atrasados!’)”. Neste registro, Dave gravou todos os instrumentos e cantou todas as letras.

 

Foo Fighters – “For All The Cows”

Esta é uma música do primeiro disco do Foo Fighters, cuja parte instrumental e todas as letras, assim como na fita K7 mencionada anteriormente, foram assumidas por Dave Grohl.

 

Harlingtox A.D. – “Recycled Children Never To Be Grown”

Não se tem muita informação sobre o EP Harlingtox Angel Divine. Enquanto o Harlingtox A.D. fez as composições, Dave tocou baixo, bateria, guitarra e ainda fez os arranjos das músicas.

 

Probot – “Shake Your Blood”

Em 2004 Grohl resolveu deixar seu lado metaleiro à mostra e chamou um time de campeões do estilo como Max Cavalera, King Diamond, Snake (Voivod) e, é claro, Lemmy, do Motorhead.

Foi com ele que Davão gravou a faixa “Shake Your Blood”, a mais conhecida do álbum que levou o mesmo nome, muito devido a um clipe pra lá de sensual recheado de garotas do site Suicide Girls sensualizando.

 

Them Crooked Vultures – “Mind Eraser, No Chaser”

Outro supergrupo, dessa vez com formação física, foi o Them Crooked Vultures.

Dave chamou o amigo Josh Homme, líder do Queens Of The Stone Age e um ídolo, o baixista John Paul Jones, do Led Zeppelin.

Com Grohl na bateria, John no baixo e Josh nos vocais e guitarra, a banda lançou um disco homônimo em 2009 e o mesmo foi sucesso de público e crítica, deixando muita gente órfã e esperando por um novo trabalho.


 

Participações e colaborações

King Buzzo – “Skeeter”

Apesar de ter tocado guitarra, baixo e bateria em algumas faixas do álbum homônimo do King Buzzo (Buzz Osborne, do Melvins), em “Skeeter” Grohl ficou responsável pelos vocais.

 

Mike Watt – “Big Train”

Dave Grohl participou do álbum Ball-Hog or Tugboat?, de Mike Watt, ao tocar nas faixas “Big Train” (lap steel e bateria) e “Against the 70’s” (bateria).

 

The Stinky Puffs – “Buddies Aren’t Butts”

Ao lado do baixista Krist Novoselic, amigo e ex-companheiro de Nirvana, Grohl tocou bateria nas versões ao vivo de “Buddies Aren’t Butts”, “Menendez’ Killed Their Parents”, “I’ll Love You Anyway” e “I Am Gross/No You’re Not!”, do projeto The Stinky Puffs.

 

Puff Daddy – “It’s All About the Benjamins (Rock Remix)”

As duas versões de “It’s All About the Benjamins (Rock Remix)”, faixa do rapper que na época atendia pelo nome de Puff Daddy, trazem participações de Notorious B.I.G., Lil’ Kim, Tommy Stinson, Rob Zombie e, claro, Dave Grohl na bateria.

 

Earthlings? – “Rock Dove”

Marcando sua mais recente contribuição para o supergrupo de Joshua Tree Earthlings?, Dave Grohl comandou no ano 2000 as baquetas da faixa “Rock Dove”, que faz parte do segundo álbum do grupo, Human Beans.


 

Tom Petty and the Heartbreakers – “Breakdown”

Em Novembro de 1994, Grohl foi convidado para tocar bateria no projeto liderado por Tom Petty.

Além de ter feito alguns shows como membro da banda, Dave também participou da inesquecível apresentação realizada naquela mesma época no Saturday Night Live.

Pouco tempo depois, Grohl decidiu focar em seu próprio projeto, Foo Fighters, e largou as baquetas do grupo. Entretanto, a admiração mútua permaneceu e, além da dupla “Grohl & Petty” ter se reencontrado para uma jam, o Foo Fighters por várias vezes apresentou cover de “Breakdown” em seus shows.

 

Reeves Gabrels – “Jewel”

Marcando presença em Ulysses (Della Notte), segundo álbum de Reeves Gabrels, Dave gravou bateria e vocais de apoio para a faixa “Jewel”, que também contou com David Bowie e Frank Black (Pixies).

 

MxPx – “The Next Big Thing”

Sabe a contagem para o começo de “The Next Big Thing”, do MxPx? Pois é, ela foi feita por Dave Grohl.

 

Tony Iommi – “Goodbye Lament”

No álbum solo e de estreia lançado por Tony Iommi, lendário guitarrista do Black Sabbath, no ano 2000, Grohl tocou bateria e cantou ao lado de Brian May (Queen) na faixa “Goodbye Lament”.

 

David Bowie – “I’ve Been Waiting for You”

Marcando mais uma colaboração, desta vez com o “camaleão do rock”, David Bowie, Grohl tocou guitarra na faixa “I’ve Been Waiting for You”, presente no álbum Heathen, de 2002.

 

Queens of the Stone Age – “No One Knows”

Uma de suas contribuições mais conhecidas e que de forma alguma poderia ficar de fora desta lista, foi a realizada para o Queens of the Stone Age, em 2002.

Grohl assumiu todas as baquetas do aclamado álbum Songs for the Deaf, além de ter feito alguns shows históricos com grupo e gravado o clipe do hino que você confere logo abaixo.

 

Cat Power – “Speak for Me”

Além de ter gravado bateria nas faixas “He-War” e “Shaking Paper”, que fazem parte do álbum You Are Free, lançado por Cat Power em 2003, Dave ficou responsável pelo baixo de “Speak for Me”.


 

Killing Joke – “The Death & Resurrection Show”

No álbum homônimo da influente banda de post-punk/industrial metal Killing Joke, lançado em 2003, Grohl tratou de gravar todas as baterias do álbum. Abaixo, você confere a faixa que abre o registro.

 

The Bangles – “Between The Two”

Para o disco Doll Revolution, lançado em 2003 pela banda feminina The Bangles, Grohl cedeu sua voz e, ao lado de John Crooke e Chick Wolverton, gravou vocais de apoio para algumas faixas.

 

Garbage – “Bad Boyfriend”

Em “Bad Boyfriend”, uma das faixas mais explosivas do Garbage e que faz parte do disco Bleed Like Me (de 2005), lá está Dave Grohl, comandando as baquetas.

 

Nine Inch Nails – “You Know What You Are?”

Em uma de suas performances mais estudadas, Dave Grohl realizou viradas avassaladoras no álbum With Teeth, lançado pelo Nine Inch Nails em 2005.

 

Pete Yorn – “For Us”

No single “For Us”, lançado por Pete Yorn em 2006, Dave Grohl tocou bateria.

A faixa faz parte do álbum Nightcrawler, lançado em Agosto daquele mesmo ano.


 

Juliette and the Licks – “Hot Kiss”

Para seu 2º álbum de estúdio com o projeto Juliette and the Licks, a atriz, cantora e compositora Juliette Lewis convidou Dave Grohl para cuidar da bateria de todas as faixas do aclamado álbum Four on the Floor.

 

Jackson United – “Undertow”

Entre 2003 e 2008, Chris Shiflett, guitarrista do Foo Fighters, comandou o projeto Jackson United. Justamente em 2008, ano que marcou o início do longo hiato da banda, foi lançado o álbum Harmony and Dissidence, no qual Dave Grohl participou ao tocar bateria nas faixas “Undertow”, “Black Regrets”, “Lifeboat”, “Trigger Happy”, “White Flag Burning”, “Stitching” e “Like a Bomb”.

 

Eagles of Death Metal – “I Want You So Hard (Boys Bad News)”

Durante a festa promovida pela MTV no Video Music Awards 2007, o projeto Eagles of Death Metal, de Jesse Hughes e Josh Homme, apresentou-se com Dave Grohl na guitarra.

O mini-show contou com as faixas “I Only Want You”, “Speaking in Tongues” e “I Want You So Hard (Boys Bad News)”, que você confere logo abaixo.

 

Lemmy Kilmister – “Run Rudolph Run”

Na empolgante versão do clássico natalino “Run Rudolph Run”, que faz parte do álbum We Wish You a Metal Xmas and a Headbanging New Year, lançado em 2008 por Lemmy Kilmister (Motörhead), Dave Grohl colaborou ao tocar bateria.

 

The Prodigy – “Run with the Wolves”

Em seu 5º álbum de estúdio, Invaders Must Die, o Prodigy incluiu “Run with the Wolves”, faixa que traz baquetas comandadas por Dave Grohl.

 

Slash – “Watch This”

Quando Slash, ex-guitarrista do Guns N’ Roses, decidiu se lançar em carreira solo em 2010, ele contou com a ajuda de músicos de peso para participarem de seu álbum homônimo.

E é claro que Dave Grohl não seria esquecido. Ao lado de Duff McKagan, ele tocou bateria na faixa “Watch This”.

 

Taylor Hawkins and the Coattail Riders – “Your Shoes”

No projeto paralelo de Taylor Hawkins, baterista do Foo Fighters, Dave Grohl deu o ar da graça tocando guitarra e fazendo vocais em algumas faixas.

 

Mondo Generator – “Dog Food”

Neste single da banda de Nick Oliveri, seu ex-companheiro de Queens of the Stone Age, Grohl assumiu as baquetas.

 

Tenacious D – “To Be The Best”

No disco Rize of the Fenix, lançado em 2012, Grohl foi convidado pelos amigos da dupla Tenacious D para tocar bateria em todas as faixas, com exceção de “They Fucked Our Asses”.

Além de assumir as baquetas, Grohl também participou do vídeo promocional “To Be The Best”, que você confere logo abaixo.

 

Cage the Elephant – “Aberdeen”

O enérgico quinteto Cage the Elephant teve seu pedido atendido: escreveu em carta para Dave Grohl pedindo para o músico tocar com a banda durante uma curta temporada de shows em 2011, enquanto o baterista Jared Champion se recuperava de uma apendicite.

O resultado pode ser visto logo abaixo.

 

Homenagem ao Queen – “Tie Your Mother Down”

A relação de Dave Grohl (e Taylor Hawkins) com o Queen começou em 2001, quando a dupla fez o anúncio da indicação da banda no Rock and Roll Hall of Fame. Naquela noite, os dois, fãs do grupo, ainda subiram ao palco para tocar “Tie Your Mother Down” com Brian May e Roger Taylor.

 

Homenagem a Paul McCartney – “Maybe I’m Amazed”

Em Dezembro de 2010, Dave participou do concerto em homenagem a Paul McCartney que ocorreu no Kennedy Center, em Washington. Na ocasião, Grohl cantou e tocou guitarra em “Maybe I’m Amazed”, ao lado de Norah Jones.

 

David Bowie – “Hallo Spaceboy”

Dave Grohl foi convidado para participar do show que celebrou o 50º aniversário de David Bowie, em 1997.

Grohl subiu ao palco duas vezes: uma para apresentação solo, na qual tocou guitarra em “The Man Who Sold The World”, e outra como membro do Foo Fighters, na qual tocou bateria em “Hallo Spaceboy”.

 

Homenagem ao Led Zeppelin – “Rock and Roll”

No início de Dezembro de 2012, o Foo Fighters participou da homenagem ao Led Zeppelin no Kennedy Center Honors. Na ocasião, Dave Grohl assumiu a bateria da banda e Taylor Hawkins os vocais. A canção executada foi “Rock and Roll”.

 

Trilhas sonoras

The Backbeat Band – “Money”, “Long Tall Sally” e “Helter Skelter” (Backbeat)

Em 1994, o sr. Grohl fez parte de um supergrupo para o filme Backbeat, o The Backbeat Band. A banda era era composta por Dave Pirner (Soul Asylum), Greg Dulli (The Afghan Whigs), Thurston Moore (Sonic Youth), Don Fleming (Gumball), Mike Mills (R.E.M.) e Dave, que assumiu a bateria.

O filme fala dos tempos que o Beatles passou pela Alemanha e o citado grupo gravou e promoveu a trilha sonora do filme, que continha músicas do próprio Fab Four. Abaixo você confere um dos únicos shows do Backbeat Band, que aconteceu no MTV Movie Awards de 1994.

 

Dave Grohl – “How Do You Do” (Touch)

Para Touch, um filme mix de espiritualidade e drama, com piadas de humor e ditado pela boa atuação do mestre Christopher Walken, Dave criou praticamente todas as músicas da trilha, em sua maioria, instrumentais.

Após 5 anos, Grohl voltou a utilizar o nome Late!, daquela banda que lançou apenas uma fita K7.

 

Tenacious D – “Beelzeboss (The Final Showdown)” (Tenacious D: Uma Dupla Infernal)

Além de ter gravado todas as baterias da trilha sonora do divertidíssimo filme Tenacious D: Uma Dupla Infernal, Grohl interpretou o talentoso demônimo na película, que competiu com Jack Black e Kyle Gass em uma batalha de rock.

Na faixa “Beelzeboss (The Final Showdown)”, utilizada na cena supracitada, Grohl também gravou vocais.

 

Dave Grohl, Paul McCartney, Krist Novoselic, Pat Smear – “Cut Me Some Slack” (Sound City Movie)

Durante o concerto 12.12.12, Dave Grohl e seus ex-companheiros de NirvanaKrist Novoselic e Pat Smear – foram convidados por Sir Paul McCartney para apresentarem pela primeira vez “Cut Me Some Slack”.

A faixa, que causou bastante falatório ao redor do mundo, faz parte da trilha sonora do documentário Sound City, feito por [quem?] Dave Grohl.

 

Menção Honrosa – FRESH POTS

Muito provavelmente você deve se perguntar como diabos Dave Grohl consegue participar de tantos projetos tão interessantes e importantes.

A resposta para toda sua energia pode ser encontrada no hilário vídeo abaixo, que foi produzido na época do Them Crooked Vultures, mostra a obsessão de Dave com café e transformou-se praticamente em um viral dos fãs do cara.

Biografia – Dave Grohl – Nada A Perder

Agora que você ouviu 44 sons diferentes do cara não esqueça de conferir muito mais detalhes sobre toda a sua vida na biografia em Português Dave Grohl – Nada A Perder.

É só clicar aqui.