Veja declaração de Kirst Novoselic sobre reunião com Dave Ghrol, Pat Smear e Paul McCartney

Depois de subirem ao palco juntos em um evento beneficente, os membros do Nirvana abriram espaço para muita especulação a respeito de um retorno do grupo. Ainda mais com uma nova canção feita em parceria com Paul McCartney. De acordo com Krist Novoselic isso foi apenas “pessoas se reunindo para fazer música”. O músico escreveu em seu blog sobre essa reunião, o que ela representa e deu indicações de que o “novo formato” não vai ser levado adiante. Veja abaixo na íntegra o que o músico escreveu:

Foi muito bom tocar no evento beneficente 12.12.12 e no Saturday Night Live com Dave Grohl, Pat Smear e Paul McCartney. Eu realmente gostei de tocar com Dave e Pat de novo, e que experiência incrível tocar com Paul!

A colaboração surgiu do filme Sound City que foi produzido e dirigido por Dave.  Ele me perguntou: “você quer tocar comigo, Pat e Paul?”. Eu disse SIM. Foi um dia maravilhoso. Paul veio com uma guitarra e começou a tocar. Ele disse que estava em “Ré”. Ouvindo isso, um instinto grunge tomou conta da minha mão esquerda e eu soltei um “Mi” no baixo para “Ré”. Pat e Dave entraram e o som começou a tomar forma. Paul fez um riff e nós acompanhamos. Eu mandei mais um e todos pegaram. As coisas começaram a se acertar.

Foi muito empolgante tocar com Paul. Fiquei apreensivo, pois não tocava assim (ao vivo) com Pat e Dave desde o último show do Nirvana em 1994. Uau, foi emocional e musicalmente pesado! Algumas outras coisas me levaram ao passado; tínhamos um canhoto na guitarra (Kurt Cobain) que era um grande compositor. Enfim, palavras não podem descrever isso e eu retornei a essa tarefa (de compor). Uma nova música nasceu! E é isso. É apenas isso: uma música nova feita por músicos que fazem isso há algum tempo.

O filme Sound City é sobre pessoas se unindo para fazer música. E eu acho que foi isso que fizemos. O evento beneficente foi muito divertido e me senti muito bem participando de uma boa causa. Não temos nenhuma história doida surgida no camarim (Pat, Dave e eu tínhamos um canto no Madison Square Garden para ficar). Exceto por Paul e sua banda, eu não vi nenhuma das apresentações. Nós chegamos lá por volta de 17h30m (horário local) e esperamos até depois de meia noite para tocar.

O Saturday Night Live foi ótimo. Martin Short estava hilário! Fiquei decepcionado apenas por que cortaram uma cena da edição final. Foi uma noite ótima entre pessoas ótimas. Acho que essa foi a nossa melhor performance de “Cut Me Some Slack” da semana.