Mastodon

Mastodon

Um dos maiores prazeres da vida, definitivamente, é ouvir aquela música excepcional logo no início de um disco. Basta deixar a agulha encostar no vinil, e quando aqueles instantes silenciosos dão lugar à música certa, o álbum se torna mais que um álbum, e é capaz de transformar seu dia, seu humor, o seu gosto musical. O mesmo se aplica a CDs, iPods e afins: o que importa é começar com o pé direito.

Escolher a primeira faixa de um álbum não é tarefa fácil para artistas e produtores. A música errada pode destruir a recepção de um disco, enquanto apostas certeiras podem definir o sucesso deles. Muitas “faixas um” marcam a nossa memória musical e afetiva, e às vezes resumem em poucos minutos tudo o que nossos ídolos representam para nós.

Por isso, a partir de hoje, o Tenho Mais Discos Que Amigos! vai resgatar algumas das “faixas um” mais populares e marcantes da história – sempre às terças e quintas-feiras.

Começaremos com uma pancada, porque ninguém veio à Terra de brincadeira: “Blood and Thunder”, a primeira faixa de Leviathan (2004), o segundo álbum dos americanos do Mastodon. O quarteto faz uma espécie de heavy metal progressivo, mas no lugar de virtuosismo frio e excessivo, temos riffs podres de sujeira e tatugens na cara (como eu disse, ninguém está aqui de brincadeira).

Blood and Thunder começa com um riff de guitarra simples e aparentemente inofensivo, que se transforma após uma excepcional virada de bateria – a deixa para que a banda toda entre em uma porrada só. Daí para frente são 4 minutos puramente agressivos, em um dos melhores momentos de uma das melhores bandas de metal da atualidade.

Sente o drama aqui embaixo, e até quinta-feira!