Fred Durst

O Limp Bizkit foi uma das maiores bandas de Rock do final dos anos 90 e começo dos anos 2000, mas como tinha um apelo extremamente popular e voltado ao mainstream, assim que a moda relacionada ao seu som passou, ela começou a passar junto, e nos últimos anos não tem feito nada de muito relevante para a indústria da música.

E quem está dizendo isso não sou eu, mas sim o próprio líder da banda, Fred Durst:

Em 2000 havia 35 milhões de pessoas conectadas com a banda. Doze anos depois, muitas dessas pessoas desencanaram desse som. Nós fomos um momento na história e agora acabou.

A declaração foi dada para a revista Kerrang! e publicada no site Metal Injection, e logo depois da matéria ir ao ar, o guitarrista da banda Wes Borland foi até o twitter para negar que a banda tenha acabado.

LB não acabou. Esse artigo é insano. Obrigado pelas suas preocupações, mas estamos muito bem aqui.

Recentemente a banda assinou contrato com a gravadora Cash Money, de propriedade do rapper Lil’ Wayne, por onde deve (ou não) lançar um disco de estúdio chamado Stampede Of The Disco Elephants.

Wes Borland está em nossa lista de 12 discos que você deveria ouvir em Agosto com o projeto Black Light Burns.