Samiam - Trips
 

Samiam - Trips

I’ve been away for so long.
É com essa frase que Jason Beebout, vocalista do Samiam, encerra a primeira música do novo disco da banda, Trips.

“80 West” abre os trabalhos com uma pegada pop-punk que tem tudo que a banda sempre fez de melhor, com oitavadas, belos timbres de guitarra, inserção de violões e uma volta mais que merecida, já que o último disco da banda, Whatever’s Got You Down, de 2006 é o mais fraco da carreira do grupo e seu anterior, Astray, foi lançado lá em 2000. Sim, Samiam, vocês estiveram longe por muito tempo.

“Clean Up The Mess” vem na sequencia com suas belas guitarras limpas e representa a direção em que a banda quis ir nas letras desse álbum, com muita mágoa e uma espécie de auto-ajuda, em frases como I have a tendency of being my worst enemy e This is gonna be a better year for me.

Com maior uso de violão entre as guitarras, faixas como “September Holiday”, “How Would You Know”, “Did You Change” e “Crew Of One” mostram que a banda parece estar se preocupando mais com a diversidade de sons nesse novo trabalho, o que pode ser reflexo de um último disco mal sucedido, somado ao fato da banda ter escolhido gravar esse novo disco no Jingletown Studios, estúdio dos caras do Green Day.

“Demon” é uma volta ao som de You’re Freaking Me Out, para mim o melhor disco da banda até então, e uma espécie de “If You Say So” parte 2. Belas guitarras, mais violão, melodia e o vocal de Beebout sempre completando tudo de forma brilhante.

Enquanto “Nightly” é uma daquelas músicas da banda que lembram alguns sons do Deftones, “Free Time” é pop-punk do início ao fim, com batidas de palmas, ponte e refrão grudento, diferente de “El Dorado”, faixa mais escura, recheada de “whoas” e com um clima mais pesado do que o resto do disco.

“Magellan” é a “música bonitinha” do álbum, que ao chegar perto do final abre espaço para “Happy For You”, a última de Trips.

Músicas de encerramento normalmente são marcantes por algum motivo ou outro, mas o Samiam compôs uma das melhores canções da carreira para fechar seu novo disco.
Extremamente triste, Jason canta que “por mais que odeie vê-la partir, estou feliz por você”, e faz com que até a mais dura das almas se emocione com o cara. Um baita som para fechar um baita disco.

O Samiam é uma banda que apareceu no mesmo local e mesma época de outras como o Green Day, que inclusive abria seus shows, e manteve-se sempre no underground por um motivo ou outro. Com Trips a banda mostra que está mais viva do que nunca e que pode, pelo nível de produção desse novo álbum, atingir também o sucesso comercial.

Nota: 8,5/10

 
 
Compartilhar