Four Year Strong

Four Year Strong

O Four Year Strong é uma das bandas que irá tocar no XLiveMusic Festival ao lado de Sum 41, Attack! Attack! e Pierce The Veil.

Nascido há uma década no estado de Massachusetts, nos Estados Unidos, o Four Year Strong finalmente fará sua estreia em palcos brasileiros em Setembro. A banda, formada pelos barbudos Dan O’Connor, Alan Day, Jake Massucco e Joe Weiss, vem ao país na tour de divulgação de seu quarto álbum de estúdio, “Enemy of the World”, lançado em 2010.

O pessoal da XLive bateu um papo por telefone com o bem-humorado vocalista e guitarrista Dan, que falou sobre a trajetória do grupo e sobre a expectativa pelos shows no Brasil.

Confira logo abaixo.

XLive: Olá Dan, como estão as coisas? Já que esta entrevista é para o site oficial do XLive Music Festival, tenho que perguntar logo de cara o que você espera dos shows na América do Sul.
Dan:  Por aqui está tudo ótimo, continuamos tocando para divulgar nosso último disco e estamos muito empolgados em relação aos shows na América do Sul. Muitos amigos de outras bandas já nos disseram que o público daí, especialmente o brasileiro, é muito louco e cheio de energia, então mal posso esperar pra ver isso de perto!

XLive: E sobre as outras bandas que vão se apresentar [Sum 41, Attack Attack e Pierce the Veil], você já os conhece?
Dan: Sim, claro! Já tocamos com o Sum 41 e com o Pierce the Veil e também conhecemos o Attack Attack, são todas ótimas bandas e tenho certeza que vai ser um pacote muito interessante para os fãs. De nossa parte, iremos dar 100% de nosso suor em cima do palco, vai ser muito divertido.

XLive: Vocês irão divulgar no Brasil o CD “Enemy of the World”, lançado no ano passado. Já existem planos para um novo álbum de estúdio? Como será a sonoridade dele em comparação aos lançamento anteriores?
Dan: Sim, já estamos trabalhando no próximo disco e posso adiantar que será um pouco diferente dos quatro primeiros. Achamos interessante mudar sempre e apresentar coisas novas, e neste caso pretendemos fazer um álbum um pouco mais “dark”, mas ainda com aquela energia característica do Four Year Strong.

XLive: O que você tem ouvido ultimamente e que pode incluenciar o disco novo?
Dan: Tenho ouvido muita coisa antiga, estou voltando um pouco à minhas raízes e ao que eu ouvia quando era mais novo, por exemplo Nirvana e coisas daquele período.

XLive: Uma banda com quatro álbuns na bagagem certamente começa a ter problemas para montar o setlist dos shows, certo?
Dan: Com certeza, mas para o Brasil vamos preparar um set bem variado, afinal de contas, esta será nossa primeira vez por aí.

XLive: Uma coisa que intriga o pessoal é a história das barbas, como isso começou?
Dan: [Risos] Cara, acho que somos pessoas preguiçosas e por isso começamos a deixar barba. Eu já estou assim há muito tempo, desde 2003.

XLive: Alguns fãs estão prometendo aparecer barbudos nos shows.
Dan: Isso é muito louco, acabou se tornando nossa marca registrada. Quero ver quanto tempo a molecada brasileira vai aguentar deixar a barba crescer! [Mais risos]

XLive: Outra característica do Four Year Strong é a criatividade na hora de nomear as músicas, incluindo aí algumas referências a filmes, como “What the Hell is a Gigawatt” (“De Volta para o Futuro”). De onde surgem essas ideias?
Dan: Curiosamente, nenhum de nós liga muito para os títulos das músicas, então inserimos algumas referências, colocamos piadas internas da banda e coisas assim. Acabamos nos divertindo com isso.

XLive: O Four Year Strong faz muitas tours, além de participar de eventos com a Giglife Tour. Como é dividir o palco com tantas bandas de estilos variados?
Dan: Somos uma banda de palco, gostamos muito de tocar ao vivo e tem sido incrível tocar ao lado de tanta gente legal. No caso específico da Giglife, é uma coisa bem familiar, porque ali basicamente todos se conhecem, então é como excursionar com um monte de amigos.

XLive: OK Dan, muito obrigado pela entrevista. Algum recado para o pessoal que vai ao XLive Music Festival?
Dan: Eu que agradeço a oportunidade de falar com nossos fãs no Brasil. Minha mensagem é: venham descansados para os shows, pois vamos detonar e queremos ver de perto a energia dos brasileiros. Nos vemos em setembro!

 

Você pode encontrar todas as informações sobre o XLiveMusic Festival aqui.