Pois bem meus queridos amigos, mais de uma semana se passou depois do fim de semana que fez com que os fans da boa música em Campos dos Goytacazes, interior do Rio de Janeiro, ficassem mais que felizes por conta de 3 eventos na cidade.

Eis então meu review dos acontecimentos.

Le Rock:

O  evento aconteceu na sexta feira e logo antes de começar a primeira banda, o lugar já estava cheio. Fato esse muito interessante pois, com certeza, o volume de público esperado para os eventos de rock na cidade geralmente é bem menor.

A banda que abriu os trabalhos foi a Os Carloz e detonaram versões muito rock n roll de músicas do Roberto Carlos! Com seu repertório se baseando mais nas fases pré-anos 80 do cantor, a banda fez muita gente dançar e cantar junto. A execução das músicas fez com que muita gente ali começasse a olhar para o trabalho do “Rei” um pouco diferente.

Veja logo abaixo um vídeo desse show do Os Carloz:

 

Em seguida veio a banda La Haine que continha em sua formação dois dos três organizadores do evento. A banda mostrou em um set relativamente curto uma pressão sonora empolgante que fez com que as primeiras rodas punks (mesmo sem que nenhum punk estivesse no local) começassem. Tocaram músicas autorais do seu EP (baixe aqui) e fizeram muitas pessoas cantarem junto.

Definitivamente a palavra que define a banda no palco é energia! Veja a seguir um vídeo da La Haine no Le Rock:

Logo depois, a banda convidada do evento iniciou seus preparativos. Muita gente já gritava El Efecto a plenos pulmões enquanto outros já faziam seus pedidos de músicas de autoria da banda. O quarteto iniciou seu set de apenas 8 músicas que fizeram o chão tremer. Uma mistura de metal, samba, rock experimental e mais um monte de estilos diferentes compõe o som da banda que, além de apresentar uma técnica apurada, impressiona por sua irreverência e suas interpretações cheias de ironia e pressão sonora.

A banda agradeceu ao fim do show pela oportunidade e muitos ficaram pedindo biz. Assista um vídeo do El Efecto logo abaixo:

Por fim, para fechar a noite (que mantinha a grande maioria do público ainda festejando), subiu ao palco a banda Oh! IKill. Todos os integrantes da banda são bem novos e com certeza ainda tem muito caminho a trilhar, porém, já demonstrarm uma ótima performance! Todas as linhas de voz, cantadas pelo ótimo vocalista (esse está realmente de parabéns) ou pelo baterista, foram executadas de maneira empolgante e certeira! Destaque também para o baixista que mandou bem durante todo o show. Minha única ressalva fica em relação ao guitarrista que errou várias partes em sua apresentação, mas mostrou que tem potencial para se tornar também um ótimo instrumentista.

A banda tocou covers de Indie e fez muita gente pular e cantar junto, fechando o show (e a noite) com um cover da Ke$ha totalmente inesperado.

Assista o Oh! I Kill:

O Le Rock está de parabéns e os organizadores já anunciaram um próximo evento que deve ocorrer em Julho onde a banda convidada será a Rancore! Vamos ficar atentos aos detalhes.

Endorama toca Oasis (tributo):

Endorama - Tributo ao Oasis - Lord Pub

No sábado, o Lord Pub foi se enchendo e se enchendo e não parava de entrar gente para assistir o tributo preparado pela Endorama (baixe o cd aqui)(na qual eu toco) a banda Oasis. Fica difícil resenhar um evento quando se está no palco, mas, em linhas curtas, pode-se dizer que foi uma celebração aos clássicos do grupo Inglês que não está mais na ativa!

Como eu disse, muita gente estava dentro do evento pouco antes de começar o show e a fila do lado de fora ainda estava grande!

Foram executadas quase três horas de clássicos da banda que demonstraram como todos ali estavam felizes. A Endorama muitas vezes não precisava cantar os refrões, tarefa cumprida pelo público com muita força em quase todas as músicas!

O show terminou e ainda voltamos para repetir três músicas a pedido do público. O gostinho que quero mais ficou, tanto para a banda quanto para os que foram assistir e, com certeza, haverá mais!

Evento Ação e Reação:

O Ação e Reação foi inteiramente dedicado ao som pesado e levou ao palco bandas animais dentro do Death Metal, Thrash Metal e Crossovers. Para completar a sequência do fim de semana, mais uma ótima constatação: o público apareceu em peso!

Sim, esse evento fechou com chave de ouro a sequência de shows com casa cheia uma ótima quantidade de público pagante! Parece realmente que agora todos estão começando a dar valor a essas reuniões! Tudo isso vem somando para a cena underground da cidade que tende a crescer cada vez mais.

Começando a noite, uma das minhas bandas prediletas, a Harmony Hate. O power trio detonou faixas de seu Ep lançado há pouco em um set curto e incluiu um cover do Malevolent Creation. Riffs complexos e agressivos, bateria forte cheia de blaster beats e um vocal fechado já mostrarm ao público o nível do evento. Mais uma vez, a Harmony Hate está de parabéns!

Veja um vídeo da Harmony Hate:

Logo em seguida, uma das bandas mais queridas da região se preparou pra tocar. A Residus subiu ao palco e botou pra quebrar com o seu crossover acelerado fazendo com que as rodas se formassem instantaneamente!

De cabo frio, a Subtraction sabia o que estava fazendo desde seus primeiros acordes. A qualidade de som que a banda faz ao vivo é muito elevada! A banda tocou alguns covers como Korzus e At The Gates (que deixou todo mundo arrepiado)!

Compareceram ao evento também os selos Manicômio Discos, que vendeu material de bandas de metal principalmente Underground que fizeram a alegria de muita gente e o selo Humanos Mortos, que além dos Cds, troxe camisas e principalmente Vinis. Eu mesmo fui um dos que esgotou a carteira por lá.

Gustavo - Manicomio Discos

Humanos Mortos - Ação e Reaçao

Infelizmente, não pude ficar para os outros shows. Mas todos deixaram ótimas críticas sobre todas as bandas e sobre o evento!

Que venham mais datas assim!