Mose Allison

Após doze anos sem lançar algum material de estúdio, o pianista e cantor de blues/jazz, Mose Allison, retorna em 2010 com “The Way of the World”.
Esse é o mais novo trabalho lançado por ele e o primeiro através da Anti Records (que também registra o retorno do incomparável Roky Erickson).

O registro saiu no dia 22 de março na Europa e no dia 23 de março nos Estados Unidos, em CD e foi produzido por Joe Henry (que além de ter anos de experiência e também ser músico, já trabalhou com Madonna – inclusive, Henry é casado com a irmã dela – e em parceria com Elvis Costello).

Tracklisting:

01. “My Brain”
02. “I Know You Didn’t Mean It”
03. “Everybody Thinks You’re An Angel”
04. “Let It Come Down”
05. “Modest Proposal”
06. “Crush”
07. “Some Right, Some Wrong”
08. “The Way Of The World”
09. “Ask Me Nice”
10. “Once In A While”
11. “I’m Alright”
12. “The New Situation”

Para comprá-lo, clique aqui.

No alto da sua juventude (82 anos), Mose influenciou bandas como The Roling Stones, The Yardbirds, The Who, The Clash, Pixies e já lançou 41 álbuns (contando com esse de agora), que incluem antologias, ao vivo e gravações de estúdio.

O registro – que conta com a primeira gravação de estúdio de um dueto de Mose com sua filha, a cantora country Amy Allison – foi comentado pelo produtor Joe Henry:

Para muitos de nós, Mose Allison é visto como uma grande ponte balançante, que abrange nossos momentos de estranheza e tempestade, ligando os anos cinquenta com o presente; o místico country blues com o jazz urbano; poesia com nostalgia, auto-reflexão; sedução a franqueza; coração a mente; sagacidade a sabedoria; Mark Twain e Willie Dixon em um carro, com Chico Marx no banco de trás dando as instruções para James Stewart que está ao volante.

The Wild

No dia 11 de maio e via Asian Man Records, a banda The Wild lançará o seu novo registro.

“Set Ourselves Free” será lançado em vinil 12 polegadas, CD e versão digital, foi gravado pelo Joe Queer (um dos reis do bubblegum, vocalista e guitarrista do The Queers) em seu estúdio no Norte de Atlanta e foi produzido em Nova Iorque pelo nosso queridíssimo Jeff Rosenstock (Bomb the Music Industry!), que concedeu uma ESPETACULAR entrevista para o TMDQA! em fevereiro deste ano. Não deixe de ler!

O álbum foi gravado em suma ao vivo, em fita cassete (2″) e mixado analogicamente. Não houve nenhum processo de computação para esse álbum. A banda chegou a comentar:

Está com uma vibe bem ‘ao vivo’… Você pode até ouvir o Kylee gritando enquanto toca bateria. É demais!

Tracklisting:

01 “Set Ourselves Free”
02 “Everything We Need”
03 “Together Underground”
04 “The Saddest Thing I Ever Saw”
05 “Dear Noah”
06 “Ideas Of Home”
07 “Breathe City Lights”
08 “Burn Up In the Setting Sun”

As faixas “Dear Noah” e “Everything We Need” estão disponíveis no msypace da banda.

Para comprar “Set Ourselves Free” em vinil ou CD e ganhar um patch e um button, clique aqui.

Se preferir a versão digital, é só ficar ligado aqui, já que ainda não está disponível.

Flatfoot 56

O Flatfoot 56, banda de celtic punk / hardcore formada em 2000, em Chicago, lançou o seu quinto álbum de estúdio neste ano.

“Black Thorn” foi lançado no dia 30 de março via Old Shoe Records (Estados Unidos) / Stomp Records (Canadá) e foi produzido por Johnny Rioux, baixista do Street Dogs, uma das mais influentes e importantes bandas do cenário street punk / celtic punk e que conta também com Mike McColgan (ex Dropkick Murphys) nos vocais.

O álbum foi lançado em CD e versão digital. Sua tracklisting é:

01. “The Escape (Intro)”
02. “Black Thorn”
03. “Born For This”
04. “Courage”
05. “Smoke Blower”
06. “The Hourglass”
07. “Shiny Eyes”
08. “We Grow Stronger”
09. “Son Of Shame”
10. “Stampede”
11. “You Won Me Over”
12. “Way Of The Sun”
13. “Hothead”

Para comprá-lo em versão digital, clique aqui.

Para comprá-lo em CD, clique aqui.

Para comprá-lo em CD + camisa + bandeira [3″x5″], clique aqui.

Para comprá-lo em CD + bandeira [3″x5″], clique aqui.

Dr. Dog

Formada em 1999 na Pensilvânia, a banda de rock psicodélico Dr. Dog, recentemente lançou o seu sétimo álbum da carreira e primeiro via Anti Records.

Lançado em CD, LP e versão digital no dia 5 de abril na Europa e no dia 6 de abril nos Estados Unidos, “Shame, Shame” foi produzido por Rob Schnapf, que já trabalhou com Beck, Elliott Smith e The Vines, por exemplo.

Tracklisting:

01. “Stranger”
02. “Shadow People”
03. “Station”
04. “Unbearable Why”
05. “Where’d All The Time Go?”
06. “Later”
07. “I Only Wear Blue”
08. “Someday”
09. “Mirror, Mirror”
10. “Jackie Wants A Black Eye”
11. “Shame, Shame”

Na versão deluxe em CD e do iTunes, há outras três faixas:

12. “It”
13. “What A Strange Day”
14. “Oh Man”

Além do álbum conter os assuntos mais emotivos de toda carreira da banda, muitas canções haviam sido trabalhadas e lançadas em outros registros. “Station” e “Unbearable Why” estão presentes em outros álbuns e “Where’d All the Time Go?” tem oito anos.

Para comprá-lo em CD, clique aqui.

Para comprá-lo em CD [com as faixas adicionais], clique aqui.

Para comprá-lo em versão deluxe digital, clique aqui.

Para comprá-lo em CD versão standart ou deluxe + camisa estampa “No Problem”, clique aqui.

Para comprá-lo em CD versão standart ou deluxe + camisa estampa “Shame Shirt”, clique aqui.

Para comprá-lo em LP versão standart ou deluxe, clique aqui.

Para comprá-lo em LP versão standart ou deluxe + camisa estampa “No Problem”, clique aqui.

Para comprá-lo em LP versão standart ou deluxe + camisa estampa “Shame Shirt”, clique aqui.

A primeira prensagem em vinil é limitada a 500 cópias, na cor laranja. Sendo assim, por mais que a foto mostre o disco na cor preta, a loja da Anti Records não garante que a sua cópia seja entregue certamente em tal cor. É esperar para ver.

Além disso, as versões em CD e LP vem com código para download.