Ouça o single “Carnaval” do FISTT e concorra a  3 kits da banda com camisetas, buttons e adesivos.
Clique aqui para participar!!!

Weezer

Em Janeiro desse ano a Geffen Records lançou “Weezer – Rarities Edition”, uma nova versão do excelente primeiro álbum da banda indie/alternativa só com b-sides e raridades.
Quem é fã do Weezer com certeza já ouviu essas músicas em outros lugares antes, e muito provavelmente já baixou todas elas também, então me parece que a gravadora pode ter dado um tiro na água quando resolveu lançar essa compilação de raridades que podem não ser tão raras assim.

De qualquer forma, são 14 faixas em um CD que pode ser encontrado aqui.


Four Year Strong

O primeiro disco do Four Year Strong por uma major será lançado no próximo dia 9 de Março via Universal em parceria com a Decaydance (gravadora de Pete Wentz).
O álbum se chama “Enemy Of The World” e a banda fez questão de registrar um domínio .com utilizando o nome do primeiro single “It Must Really Suck To Be Four Year Strong Right Now” que cai numa página só com as opções de pré venda do disco, que são as seguintes:

  • CD + camiseta + pôster
  • CD + camiseta
  • MP3s de todo álbum
  • CD Autografado
  • CD + Pôster autografado
  • CD com pôster em edição limitada

Todas elas estão no site mencionado acima, é só clicar aqui.
Um último detalhe, quando eu vi o thumbnail da capa achei que ela seria muito bonita, mas vendo em tamanho maior preciso dizer que ela já concorre a uma das mais bregas do ano eim? O que acham?

Amon Amarth

Os metaleiros do Amon Amarth estão relançando dois discos de seu catálogo lançados no começo dos anos 2000.
“Versus The World” de 2002 ganhou versão em LP duplo de 180 gramas em vinil branco e “The Crusher”, originalmente lançado em 2001 não ficou por menos com lançamento em LP duplo também de 180 gramas em discos de vinil vermelhos.

A responsável por esses lançamentos é a Back On Black Records, que tem feito o mesmo com vários nomes de rock/metal, conforme eu tenho noticiado aqui. O primeiro título foi lançado em Janeiro e pode ser encontrado aqui, já o segundo será lançado em Março e o link é esse aqui.


Streetlight Manifesto

O Streetlight Manifesto resolveu se aliar ao Bandits of the Acoustic Revolution, projeto paralelo folk/acústico de membros do próprio Streetlight, do Catch 22 e de vários outros artistas colaboradores para lançar “99 Songs Of Revolution”.

A ideia é lançar vários discos com covers que influenciaram todos os músicos envolvidos, seja como Streetlight ou como Bandits, não importa.
O primeiro volume foi anunciado para 16 de Março, tem essa linda capa aí em cima e será todo tocado como Streetlight Manifesto. Se liga na tracklisting e nas covers:

1. “Birds Flying Away” (Mason Jennings)
2. “Hell” (Squirrel Nut Zippers)
3. “Just” (Radiohead)
4. “Skyscraper” (Bad Religion)
5. “Punk Rock Girl” (The Dead Milkmen)
6. “Linoleum” (NOFX)
7. “Me and Julio Down by the Schoolyard” (Paul Simon)
8. “They Provide the Paint For the Picture Perfect Masterpiece That You Will Paint on the Inside of Your Eyelids” (Bandits of the Acoustic Revolution)
9. “Red Rubber Ball” (The Cyrkle)
10. “The Troubador” (Louis Jordan)
11. “Such Great Heights” (The Postal Service)

Dá pra ver que o negócio tá bem eclético, indo de NOFX a Radiohead passando por Postal Service e Paul Simon.
É uma pena que, pelo menos por enquanto, o disco só esteja sendo lançado em CD, porque eu penduraria essa capa na minha parede fácil, fácil.

O link oficial é esse aqui.


And Then There Was You

No final do ano passado a banda de pop-punk ao estilo Cartel e All Time Low que atende pelo nome de And Then There Was You lançou o disco “What Doesn’t Kill Us Makes Us Stronger”, após fazer uma série de shows bem sucedidos pelos Estados Unidos e chegar a tocar na famosa Warped Tour.

Quando eu estava fuçando minhas fontes esse disco me chamou a atenção pela capa, por isso resolvi noticiar aqui, já que dou crédito pra artistas que se preocupam com a parte visual de seu trabalho.

O link é esse aqui.


Cannabis Corpse

Há algum tempo atrás eu postei sobre o Cannabis Corpse, banda que faz homenagem ao death metal do Cannibal Corpse e ainda aproveita pra fazer vários trocadilhos sobre maconha.

O EP “The Weeding”, mencionado no post recebeu nova versão, agora um Picture Disc quadrado muito foda de oito polegadas (tamanho fora do comum) que pode ser encontrado aqui.

Além disso, a TankCrimes está vendendo um kit da banda que, além do EP de 8 polegadas inclui esses outros itens:

  • Pôster da banda
  • Adesivo em vinil
  • Encarte dupla face
  • Embalagem abre-fecha

O kit inteiro pode ser encontrado pelo ótimo preço de 15 dólares no site da loja, clicando aqui.


Elvis Costello And The Attractions

Em 4 de Junho de 1978 o excelente Elvis Costello fez com sua banda, o The Attractions, um show em terras norte-americanas em um lugar “pouco” importante para a época: o auditório da Hollywood High School.

Elvis já era razoavelmente conhecido na Inglaterra, sua terra natal, e ainda era uma incógnita nos Estados Unidos, onde ele tinha deixado uma forte impressão com a fatídica apresentação no Saturday Night Live, onde tocou “Radio, Radio”, quando os produtores do programa haviam sido categóricos em “proibi-lo” de executar essa faixa.

Pela primeira vez na história o registro das 20 músicas desse show está sendo lançado na totalidade em CD, com “Accidents Will Happen”, “Alison”, “Radio, Radio” e tantas outras boas músicas que Elvis fez no começo da carreira.

O link é esse aqui.

Veja abaixo o vídeo do SNL, onde ele começa a tocar uma música, para, diz que não há sentido em tocá-la ali e começa “Radio, Radio”. Por esse motivo ele foi banido do programa por vários e vários anos.


via videosift.com


Obviamente esse dia foi um marco para TV/música/censura norte-americanas, a ponto dos Beastie Boys serem “interrompidos” por Costello durante a execução de “Sabotage” no próprio SNL anos depois, rendendo uma bela versão de “Radio Radio”:



Pra finalizar o assunto, nosso brasileiro Blind Pigs gravou uma cover dessa música.