Promoção FISTT

Ah, o Carnaval…
Aquela época do ano onde todo mundo adora os 4 dias de folga, ,quando as mulheres mostram muito mais que a Geisy, quando os indies colocam “Todo Carnaval Tem Seu Fim” do Los Hermanos no repeat e quando nós, roqueiros, juramos de pé junto que odiamos a festança.

Enfim, aqui no TMDQA!  a gente não vai deixar o espírito carnavalesco cair, com a mais nova promoção de uma das melhores e mais longevas bandas de punk rock / hardcore melódico desse país, o FISTT!

O FISTT está lançando finalmente seu novo álbum “Como fazer inimigos…” (muitos de vocês já baixaram as MP3, mas agora é no formato físico finalmente) e o destaque do álbum nessa época do ano é para a música “CARNAVAL”.

A faixa é uma espécie de “Jesus Of Suburbia” da roça, ou ainda um “The Decline” do interiô, e traz 8 minutos e 43 segundos do que há de melhor no hardcore melódico brasileiro com letra sobre o Carnaval, e participações especialíssimas do Fabrizio Martinelli (ex-Hateen) e do Rodrigo do Dead Fish.

Já aperta o play agora e vai ouvindo o som enquanto você descobre como ganhar 3 KITS com Camiseta + Bottons + Adesivos da banda.

[media id=”2]

Lembrando que o disco sai no comecinho de março via Blast / Sony (ok,  agora chamem os FISTTs de vendidos) e em breve teremos mais promoções por aqui!

Dois kits serão sorteados via Twitter, e o outro será em uma espécie de concurso cultural.
Para participar é o seguinte:

Via Twitter

Siga, obrigatoriamente, os usuários @mdiscosqamigos e @fistt , para que possamos contabilizar as participações.
Twitte até 3 vezes por dia cada uma das frases abaixo:

O CARNAVAL já acabou mas eu continuo curtindo com o @fistt e @mdiscosqamigos ! http://ow.ly/18eT6
Não gosta de CARNAVAL? O @mdiscosqamigos e @fistt vão te provar o contrário: http://ow.ly/18eT6
Escola de samba que nada! Nesse CARNAVAL só deu @fistt e @mdiscosqamigos ! http://ow.ly/18eT6


Concurso Cultural

Vai levar o outro kit quem mandar a foto mais legal com uma fantasia de Carnaval!
Pode ser véia, recente, de roqueiro, de axé, tanto faz! Só tem que ser uma foto sua, e a melhor será julgada por mim e pelo glorioso F. Nick do FISTT, ok?

Mande as fotos para tony27+fistt@gmail.com para participar.

A promoção vai até a Quarta-Feira que vem, então participe!!



Cokie The Clown

O South By Southwest é um festival que mistura música, filme e interatividade em Austin, Texas e acontece todo ano desde 1987. O festival é uma espécie de Virada Cultural, com vários eventos acontecendo ao mesmo tempo na cidade, e a Fat Wreck Chords vai estar lá marcando presença.

No site de notícias dos caras eles postaram esse flyer aí com os nomes das bandas que estarão no anexo do clube Emo’s fazendo seus shows. Riverboat Gamblers, Teenage Bottlerocket, Dead To Me, Smoke Or Fire, Tony Sly (No Use For A Name), Banner Pilot e Cobra Skulls eu conheço, mas Cokie The Clown?


Até onde sabemos Cokie The Clown é o personagem-palhaço de Fat Mike (Dono da Fat Wreck / NOFX), que até rendeu um EP de mesmo nome, o que será que Mike está aprontando dessa vez?

É esperar pra ver e procurar vídeos no YouTube quando esses aparecerem em Março.

The Get Up Kids

Essa semana o Get Up Kids anunciou o que nós fãs esperávamos, um novo EP com faixas inéditas para 2010!
O disco será chamado “Simple Science”, terá 4 faixas e sai em Abril, após 6 anos desde o último lançamento de novas da banda, o disco “Guilt Show”.

Pra alegria dos colecionadores, eles informaram que serão várias cores de vinil em 12 polegadas e ainda uma versão em CD.

Uma das faixas que deve fazer parte do EP é “Petty Pretty Things” (vídeo abaixo), nova música que eles gravaram para a Daytrotter Session e têm tocado em shows ao vivo por aí.

E como de notícia boa ninguém se cansa, dei uma fuçada e a banda twittou no final do ano passado o scan de uma página na Alternative Press onde a revista cita os lançamentos do Get Up Kids como uns dos mais antecipados de 2010. E eu digo no plural porque a revista traz o EP para a Primavera (no hemisfério norte, e como acabei de citar, essa parte tá cumprida) e ainda um Full-length no Outono (também no hemisfério norte, então seria nossa Primavera).

Viva o Get Up Kids!


Overkill

“Killbox 13” é o décimo segundo disco de estúdio da banda de thrash metal Overkill, mas recebeu esse nome porque na contagem dos caras, esse é o décimo terceiro, se levarmos em consideração o EP “Overkill” de 84. Algo como a contagem de mil gols do Romário e a oficial, saca?

Fato é que esse disco foi lançado originalmente em 2003 e ganhou no ano passado nova roupagem em CD dourado, totalmente remasterizado. Além disso, uma capa com leves diferenças em relação à original também foi utilizada e o disco vem em uma caixinha Digipak.

Pra completar, foram feitas só 1000 dessas. O link oficial é esse aqui.

3

Eu aposto que o nome do 3, banda de rock/metal norte-americana já lhes deve ter causado uma série de problemas, já que não é nada chamativo e muitas vezes pode até parecer um erro de digitação ou algo do tipo.

O que me chamou a atenção foi o álbum “Revisions”, lançado no final do ano passado pela Metal Blade Records, como forma de encerramento de contrato com os caras, já que a grande Roadrunner Records os contratou para um disco novo já em 2010.

A posição oficial da banda é que esse disco faz uma releitura de várias músicas da carreira que eles nunca haviam gravado antes de forma oficial, e eles sentiram que elas precisavam ganhar vida em novas revisões. Fato é que ao invés de usar a manjada tática de disco de hits, eles foram pelo caminho do disco de b-sides, mas com mudanças em cada uma das músicas para encerrar o contrato com a Metal Blade. Achei interessante.

O link oficial para o disco é esse aqui.


Greenland Is Melting

Muitas vezes o punk, o folk e o country parecem andar de mãos dadas, apesar da aparente diferença sonora que trazem consigo. Desde ex-vocalistas de bandas punk fazendo carreira solo e se dando bem com o estilo (como Chuck Ragan, ex-Hot Water Music e Tim Barry, ex-Avail), até a adoração da maioria dos nomes da cena por Johnny Cash, há evidências claras de como os estilos se unem de forma harmoniosa.

O mais recente caso de amor entre esses gêneros atende por Greenland Is Melting, uma banda que só pra variar um pouquinho vem de Gainesville, Flórida e toca um folk/alt-country/bluegrass de primeira, aumentando seu nome a cada show que fazia em casas punk ao redor dos EUA.

E justamente por essa atenção que estava adquirindo a Paper+Plastick Records resolveu apostar nos caras e contratá-los para seu casting. No fim do ano passado foi anunciada a contratação da banda, e imediatamente o disco “Our Hearts Are Gold, Our Grass Is Blue” foi disponibilizado na página da gravadora para download.

Não há versão física (ainda) pois esse disco já havia sido lançado pela banda e não teria sentido trabalhar em cima dele, ao invés disso a banda está gravando novas músicas.

No site oficial dos caras é possível ouvir tudo em streaming ou baixar o disco em arquivos digitais de altíssima qualidade. E vale a pena! O link é esse aqui.