Gosta de escrever sobre música e quer um espaço para fazê-lo??
Chegou a hora!!
O Tenho Mais Discos Que Amigos! está recrutando 2 pessoas para integrar sua equipe e escrever sobre música, discos, lançamentos, novidades e tudo mais que envolve o dia-a-dia do TMDQA!

Venha fazer parte da equipe! Saiba como clicando aqui.

Promoção Laja Records + Crackinho + Me First And The Gimme Gimmes

Chegou a primeira promoção do ano no Tenho Mais Discos Que Amigos! , e pra variar tem um monte de prêmio bacana pra vocês!!
Nosso querido parceiro Mozine, da Laja Records disponibilizou algumas bugigangas muito legais da sua gravadora pra gente sortear aqui, aí eu resolvi montar um kit com (quase) tudo que ele mandou e organizar a Promoção Pacotão Laja Records + Crackinho + Me First And The Gimme Gimmes.

Dá uma olhada em tudo que vem no kit:

  • CD “Os Pedrero – Sou Feio Mas Tenho Banda!”
  • CD split “Merda/D.F.C. – O Ludo De Satã”
  • Livro “Guitarra e Ossos Quebrados” de Quique Brown
  • Marcador de páginas “Guitarra e Ossos Quebrados”
  • Munhequeira (eles ainda fazem isso?) do Merda
  • CD split “Leptospirose/Merda – lecker!”
  • Buttons Mukeka di Rato, Laja Records e Quique Brown
  • Pôster do Merda “Tour 2005”

São DEZ prêmios de uma das gravadoras independentes que mais trabalha no país e só com item muito bom!

O último CD d’Os Pedrero é demais, com participação do pessoal do Dead Fish e Matanza.
O split do Merda com o D.F.C. tem um dos melhores encartes que eu já vi! É literalmente um tabuleiro para jogar “O Ludo De Satã”, postarei mais fotos ainda essa semana em outro post.
O livro do Quique Brown conta a história da turnê europeia do Leptospirose com o Merda, e como tudo acabou em (desculpe o trocadilho infame) merda, quando um acidente interrompeu a viagem antes do previsto.

Além disso, o Mozine também falou que vai disponibilizar chaveiros do seu filho/mascote/menor-aprendiz-da-laja-records, o muito simpático Crackinho.
Nessa primeira etapa sairá 1 chaveiro para o ganhador do kit e mais DOIS para quem ficar em segundo e terceiro, mas a ideia é fazer sorteios frequentes no twitter do TMDQA! e no da Laja.

E como eu não poderia deixar de colocar a minha participação na parada, quem ganhar o kit ainda leva um pôster importado e oficial do Me First And The Gimme Gimmes e um CD importado da banda de ska japonesa Potshot, o “‘til I Die”.

São 13 prêmios no total, entre 3 CDs, 2 pôsters, 1 livro e muito mais coisas bacanas! Corre e participa.

Para participar, a galera do twitter tem que obrigatoriamente seguir os usuários @crackinho , @lajarex e @mdiscosqamigos, e pode escrever até 5 vezes CADA UMA das mensagens abaixo:

“Mais viciante que o @crackinho só o @mdiscosqamigos e a @lajarex !! Que delícia!!!! http://ow.ly/14Qxg”
“Queria tanto ganhar esses 13 prêmios do @mdiscosqamigos , @lajarex e @crackinho ! http://ow.ly/14Qxg”
“Nem quero saber desses 13 prêmios de Merda do @mdiscosqamigos , @lajarex e @crackinho ! http://ow.ly/14Qxg”

Quem entrar na nossa comunidade do Orkut e postar uma frase com Crackinho, Discos e Laja Records (até 5 frases por dia) também vai concorrer! Poste a frase no tópico “PROMOÇÃO PACOTÃO LAJA RECORDS”.

A promoção vai até o Domingo de Carnaval (Ê-LA-IÁ) e cada twittada vale um cupom para o sorteio final.
Boa sorte a todos!!!


Evelyn Evelyn (Dresden Dolls, Nirvana, My Chemical Romance, Andrew W.K.)

O Evelyn Evelyn é um projeto paralelo de Amanda Palmer, a integrante feminina do dueto de punk-cabaré Dresden Dolls.
Ela chamou o multi-instrumentista Jason Webley e após um EP em vinil de 7 polegadas em 2007, eles estão lançando agora em 2010 seu primeiro álbum de estúdio , chamado “Evelyn Evelyn” .
O disco será lançado em 30 de Março e o que mais chamou a atenção foi uma declaração da banda essa semana dizendo que haverá participações de dezenas de figurões da música americana nesse disco.
Frances Cobain (filha de Kurt Cobain), Gerard Way do My Chemical Romance, Andrew W.K., Franz Nicolay do Hold Steady, Reverend Peyton, Tegan And Sara e até mesmo Weird Al Yankovic, além de vários músicos de outras bandas gravaram vocais para esse disco e fizeram com que o mundo todo ficasse sabendo do projeto.

No MySpace da banda é possível acompanhar o trabalho e ficar de olho em quando a pré-venda será disponibilizada. Saindo versões em vinil, postarei aqui.


Suicidal Tendencies

Há um tempo atrás eu postei sobre o relançamento de “Suicidal Tendencies”, da clássica banda de mesmo nome em vinil colorido, mas não tinha informações das cores do LP. A nossa querida e atenciosa leitora Angélica Albuquerque me passou, via twitter, o link da PunkVinyl que tem essa foto lindona aí do disco em vinil roxo.
Devo dizer que essa cor está muito legal, uma das mais bonitas que já vi até hoje.

Além dessa versão, também achei o discão em um LP metade cinza e metade vermelho, como na foto aí acima. O link para a loja é esse aqui.


Pixies

Foi reprensada a coletânea “Pixies”, obviamente do Pixies, lançada originalmente em 2002.
O disco traz 9 faixas que apareciam na primeira fita demo dos caras, chamada de “Purple Tape” pelos fãs. Versões originais do clássico “Here Comes Your Man”, e de faixas como “Down The Well” e “Build High” estão nesse álbum.

A nova prensagem está limitada a 1.500 cópias, sendo 500 em vinil roxo, 500 em vinil verde e 500 em vinil laranjado. Pra finalizar o vinil é de 180 grama, qualidade de primeira. O link é esse aqui.


Cult Of Luna

A Earache Records é mais uma que adere ao vinil e começou a campanha “First Time On Vinyl”, onde irá relançar clássicos do seu catálogo que nunca tiveram versão em vinil anteriormente nesse formato e em várias edições especiais.

A barulhenta Cult Of Luna está participando dessa iniciativa e dois discos da banda estão ganhando novas versões.

“Cult Of Luna” originalmente de 2001 tem versões em LP duplo com vinil vermelho, laranjado ou marrom/transparente. Honestamente achei essa versão em vinil marrom muito legal, combinando demais com a capa.
Além disso, a arte do disco é exclusiva a esse lançamento, diferente da original, e a caixa é em formato gatefold.

“The Beyond”, o segundo álbum da banda, lançado em 2003 também ganhou versão especial nos mesmos moldes.
São LPs duplos em vinil amarelo, cinza ou transparente, com arte também exclusiva e caixa gatefold.

O link para esses presentões aos fãs são esse aqui e esse aqui.


Mariachi El Bronx

Bandas paralelas existem aos montes, mas normalmente se tratam de trabalhos isolados de um ou outro integrante da banda que está meio de saco cheio e quer fazer um som diferente.
O pessoal do The Bronx, que normalmente toca hardcore resolveu gravar um disco totalmente diferente, ao melhor estilo Mariachi, como se fosse um álbum normal da banda, com seus membros originais e tudo mais.

A “única” coisa que eles fizeram foi mudar o nome da banda para Mariachi El Bronx, para dessa maneira divulgar o disco homônimo do Bronx versão mariachi.
O disco saiu no final do ano passado em CD e LP, e o link  é esse aqui.