Frank Turner, Lights, Tom Waits, Killers e Cat Power

 
 
 
 

Podcast #13 NO AR!!!
Informações, curiosidades, explicações e 10 músicas de 10 bandas que saíram em discos que além de serem obras primas musicas, também têm obras primas na arte da capa.


Você PODE julgar um disco pela capa – Parte 1
Tenho Mais Discos Que Amigos!


Frank Turner

Frank Turner - The First Three Years
Frank Turner é um dos artistas de mais sucesso daqueles que saíram do meio hardcore e foram para a carreira solo com voz+violão. O trabalho do cara, apesar de ser pequeno em quantidade (3 discos de estúdio sendo que um saiu esse ano), é de excelente qualidade e conta com várias faixas perdidas que saíram em EPs, compilações, splits e coisas do gênero.

Para juntar tudo isso em um só lugar, Frank Turner está lançando em uma edição especialíssima de vinil a compilação “The First Three Years”, que como o próprio nome diz, junta vários trabalhos do começo da carreira de Frank Turner em um lançamento só.

O pacote completo vem em vinil duplo, um branco com manchas pretas/vermelhas e outro vermelho com manchas pretas, dos mais lindos que eu já vi. Até eu que não sou fã devoto do cara fiquei babando nesses discos. Belo trabalho!
Pra dar uma olhada em todos os detalhes e/ou comprar o pacotão, o link é esse aqui.

Lights

LIGHTS - The Listening

Valerie Poxleitner é uma canadense de 22 anos de idade que atende pelo nome artístico de Lights. A cantora/instrumentista/compositora lançou alguns EPs ano passado, que lhe rendeu inclusive uma participação na Warped Tour desse ano, e está prestes a lançar seu disco de estréia, chamado “The Listening”.
O som da Lights tem tudo a ver com o nome que ela usa, e segundo própria descrição da cantora é algo “intergalático”, se aproximando muito do synthpop e gêneros similares, muito disso explicado pela voz da Valerie combinada aos sintetizadores e teclados que ela toca.

“The Listening” saiu ontem apenas no Canadá, e para o resto do mundo o disco estará disponível a partir de Outubro.

No site oficial já é possível encontrar 3 versões do álbum, em CD comum, CD+Camiseta masculina e CD+Camiseta feminina.

Compactos

Pra dar continuidade ao assunto dos compactos de 7″, mais alguns disquinhos que saíram esse ano.

Tom Waits

Tom Waits - LIVE

As lojas de discos estão sempre atrás de novas atrações para os consumidores, principalmente em tempos de mp3, Apple Store e coisas do gênero. Uma das iniciativas que essas lojas tiveram foi o “Record Store Day”, onde muitas gravadoras e artistas se comprometem a promover ações que façam os fãs de música irem até as lojas de discos e possivelmente consumirem alguma coisa de lá.

As ações vão desde pocket shows a lançamentos exclusivos, e esse ano um desses lançamentos foi “Live”, um EP de 7″ do glorioso Tom Waits, que motra todo o poder da sua voz rouca e angustiada em 1 faixa de cada lado, sendo um medley de “Lucinda/Ain’t Going Down To The Well” no lado A e “Bottom Of The World” no Lado B.

Esse disquinho saiu em Abril, junto com o Record Store Day, e infelizmente não tem mais cópias à venda.

(Ouça o Bomb The Music Industry! tocando uma cover de “Anywhere I Lay My Head” do Tom Waits aqui)

The Killers

The Killers - Spaceman

Em Fevereiro desse ano quem também adotou a prática de lançar um single em compacto de 7″ foi o Killers. “Spaceman” antecipava “Day & Age”, disco no qual os caras estavam trabalhando, e trazia o single mais a faixa “Tidal Wave”.
Esse disco também está fora de estoque, infelizmente, mas fica aqui o registro pelas faixas e por uma capa razoavelmente interessante.

Cat Power

Cat Power - Dark End Of The Street

Quem lançou um compacto e ainda não o viu sendo esgotado é a Cat Power.
“Dark End Of The Street” vem em vinil duplo de 10″, em caixa gatefold, de alto padrão. São 6 músicas que sobraram do álbum “Jukebox” , incluindo covers do Pogues e Aretha Franklin. É coisa fina!

O link pra comprar esse belo disco é esse aqui.

http://www.frank-turner.com/
 
 
 
 
comments powered by Disqus