Sonic Youth & Bomb The Music Industry!

The Eternal

 
 
 
 

Sonic Youth - The Eternal
No dia 09 de Junho passado foi lançado o décimo sexto disco de estúdio dos nova-iorquinos do Sonic Youth.
O novo disco, “The Eternal”, saiu via Matador Records e acabou com um jejum de 3 anos entre o último disco da banda, “Rather Ripped” e esse novo lançamento.
O álbum tem recebido críticas muito boas por revistas especializadas, e a gravadora caprichou nos formatos para lançamento dele, para fazer jus à bela arte da capa.

O vinil de “The Eternal” é duplo, chamado de “hyper-deluxe” por ser de alta qualidade, em 180 gramas, e a caixa ser feita de papelão de alta espessura, resistente e em formato de bolso para abrigar os discos e os encartes que vêm junto. Para terminar ainda vem um adesivo e um cupom de download para que o comprador possa baixar o disco inteiro em MP3 e colocar no seu player favorito.
O ruim disso tudo é que a alta qualidade do pacote reflete no alto custo: 28 dólares pelo disco duplo.

Para comprar a versão em LP, CD ou em MP3, é só clicar.

Concorrente SÉRIO a melhor disco do ano

Bomb The Music Industry! - Scrambles

Se há uma banda que vale a pena ser ouvida nos dias de hoje, essa banda é o Bomb The Music Industry! .
Para aqueles que acham que o punk morreu, que todos são vendidos, que tudo é comercial, não há nada melhor que a banda do talentosíssimo Jeff Rosenstock.
O som dos caras pode ser definido como punk, ska, indie, com algumas pitadas de post-hardcore. Jeff define seu próprio som como “Laptop Punk“, já que ele mesmo grava a maioria das músicas em seu laptop.

Para resumir a história, Jeff tinha uma banda chamada Arrogant Sons Of Bitches (ou os Arrogantes Filhos Da P***).
A banda acabou e Jeff começou a ter ideias para músicas novas e não sabia o que fazer com as mesmas. Resolveu começar a gravar demos em seu laptop e compartilhar com alguns amigos que adoraram o que ouviram.
Resultado: Jeff chamou alguns colegas músicos e hoje em dia o Bomb The Music Industry! já tem quase 10 discos entre EPs e full-lengths.

O último deles, “Scrambles“, foi lançado esse ano e conseguiu nada mais nada menos do que uma nota de 5/5 estrelas na Alternative Press.
O disco é genial. São guitarras pesadas com violões bem encaixados, sintetizadores, teclados e pianos que fazem toda a diferença, vocal ora melódico ora furioso e letras inteligentíssimas. Como bom fã de Green Day que Jeff é, ele colocou um trecho de Billie Joe no Woodstock 1994 antes da excelente faixa “(Shut) Up The Punx!!!“, uma crítica espetacular aos punks estereotipados que de tanto tentarem ser diferentes acabam sendo iguais.
Em uma das várias reviews desse disco, foi dito que Jeff Rosenstock talvez seja a única voz do punk que merece ser ouvida nos dias de hoje e lendo atentamente as letras dele você descobre porque.

Quote Unquote Records

Se você ficou curioso, não tem problema. Além de gravar seus próprios discos em seu laptop, Jeff abriu uma gravadora online. A Quote Unquote Records, que disponibiliza TODOS os discos da banda para download gratuito em seu site. Se você gostar (e não tem como não gostar), você doa a quantia que quiser via PayPal.

Mas e eu, que gosto dos discos, como fico? Não tem problema. “Scrambles” está sendo lançado via Asian Man Records em vinil vermelho com um zine de TRINTA E DUAS páginas dentro. Sim, trin-ta-e-du-as páginas.
Para completar, o disco ainda conta com participações de integrantes do Lemuria (a vocalista do Lemuria tem uma voz incrível e mostra nesse disco), do Andrew Jackson Jihad e do Kepi The Band.

Mas você deve estar pensando: “Pô, um disco desses, 5 estrelas na AltPress, com encarte de 32 páginas, vermelho, deve custar uma fortuna!”. Não exatamente, são 10 dólares, e você pode comprar aqui.

comments powered by Disqus