#1

 
 
 
 
 
 
 
 

Essa coluna foi originalmente postada no portal Bubblegum Attack.

Olá amigos chicleteiros!

Meu nome é Tony Aiex e estou começando essa coluna aqui no Bubblegum Attack.

Antes de tudo, queria dizer que sou um entusiasta de música (principalmente punk rock e afins) na sua forma FÍSICA, ou seja, em CDs (sim, eles ainda existem) e Discos de Vinil (SIMMMM, eles ainda existem! Sério!).

Sou daqueles que devora o encarte, aprecia o disco, gasta fortunas em edições raras de vinis coloridos e que fica com cara de tacho quando perguntam “Nossa, você ainda compra CD?”.

A intenção dessa coluna é falar sobre lançamentos do meio, principalmente em vinil, mas também incluindo edições especiais, CDs, DVDs, coleções, etc., pra que as pessoas que assim como eu, não são fãs de todo o CHARME de uma mp3 (?!), possam ficar por dentro do que está sendo lançado pelas gravadoras mais bacanas do ramo.

E pra começar a esquentar os motores, vou falando da banda do momento na cena pop-punk mundial: o famigerado (e excelente) Screeching Weasel.

Com a sua volta, e com toda polêmica entre Sr. Weasel x Jughead, achei interessante trazer o que a banda tem feito com alguns de seus discos antigos.

Como alguns de vocês podem saber, a Lookout! Records anda mal das pernas, e a maioria das bandas grandes que tinha seu catálogo por lá acabou retirando os discos e retomando direito para distribui-los comercialmente. Foi o caso do Green Day, por exemplo, e do próprio Screeching Weasel.

A maioria dos CDs do Screeching Weasel pela Lookout! foi relançada via Asian Man Records, todos com nova arte, remixados e remasterizados. O preço é uma BAGATELA. Por 8 dólares, você leva um CD das fuinhas. Sem contar que o frete é bem razoável. Vale muito a pena.

Quanto às versões em vinil, quem ficou com a responsabilidade de relançar os discos do SW foi a Recess Records, e o que saiu de mais legal (pensando como colecionador) foram os lançamentos de 2 “fan-favorites” da banda:

– BoogadaBoogadaBoogada: A nova versão ganhou capa rosa (ao contráraio da CLÁSSICA capa verde-cor-de-cocô), vinil rosa, e um encarte que além de trazer todas as letras, trás também um enorme depoimento de Jim Testa falando sobre os primeiros anos da carreira do Screeching Weasel, citando passagens da banda em Nova York tocando para meia dúzia de pessoas, entre outras histórias interessantes. Além disso, Weasel e Jughead comentam cada uma das 26 músicas do Disco, explicando as circunstâncias sob as quais elas foram escritas, bem como explicando algumas das letras. É no mínimo, interessante.

boogadaboogadaboogada

boogadaboogadaboogada

boogadaboogadaboogada

boogadaboogadaboogada

– My Brain Hurts: A capa ganhou uma “releitura”, e onde se via um simpático casal estilo anos 50, agora se vê um também simpático casal de gafanhotos (ou algo parecido) fazendo as tarefas domésticas. Os discos saíram em 4 cores: laranjado, branco, rosa e transparente.

my brain hurts

Só como curiosidade, esse ano a Recess Records também lançou discos de vinil do The Queers e do Pinhead Gunpowder, e promete relançar todo o catálogo do Pinhead Gunpowder (que também era da Lookout!) em CD durante esse ano de 2009, além de uma coletânea inédita de toda a carreira da banda que tem Billie Joe Armstrong em seu line-up.

Para finalizar, vou aproveitar a deixa e falar de uma banda que tem tudo a ver com o Screeching Weasel: RANCID.

É sabido que Ben Weasel ODEIA os punks do Rancid, escrevendo inclusive músicas como “Tightrope” para eles, dizendo que eles não passam de aproveitadores quando dizem que são membros da classe trabalhadora, mas estão tocando música por aí.
Existe também a história de que “Rattlesnake” do Rancid foi escrita como uma resposta a Ben Weasel. A música inteira se resume a Tim Armstrong xingando alguém.

Curiosidade: Em vários encartes de discos do Rancid, a frase “See ya in the pit” (Te vejo no pit) está presente. No encarte do disco “Teen Punks In Heat”, do SW, a frase “See ya anywhere but in the pit” (Te vejo em qualquer lugar, MENOS no pit) aparece. Ódio? Só um pouco…

Voltando ao assunto lançamento, o Rancid está para lançar seu tão aguardado novo disco, chamado de “Let The Dominoes Fall”. Haverá uma versão especial desse disco, que virá em CD/DVD.
O primeiro CD é o álbum normal, o segundo é um álbum de 11 músicas acústicas presentes no disco original, mais uma música exclusiva. Pra completar, o pacote ainda vem com um DVD do making of desse novo disco da banda.
A data oficial de lançamento é 2 de Junho, e você pode comprar tanto a versão original quanto a expandida em www.interpunk.com.

Por hoje é só! Espero que vocês tenham gostado.

Para entrar em contato é só mandar um e-mail a tony27@gmail.com.

Quaisquer dúvidas, sugestões, elogios, xingamentos, estarei à disposição!

Abraços.

 
 
 
 
comments powered by Disqus